candidata a emprego arrow-options
shutterstock
Setores diferentes contratam em períodos diferentes, aponta levantamento feito pela Catho

Janeiro é o mês conhecido pela “dança das cadeiras” no mundo corporativo e muitos profissionais iniciam o ano em novos cargos .

Mas será mesmo o melhor mês para conseguir um novo emprego? Um levantamento da Catho para o Brasil Econômico mostra que em determinados ramos de atividade  não é exatamente isso que acontece.

Brasil cria 644 mil empregos com carteira em 2019, melhor resultado em seis anos

Dos 24 ramos de atuação avaliados pela plataforma de empregos, apenas 25% ofertam mais vagas no primeiro trimestre do ano . A pesquisa considerou as oportunidades apresentadas na plataforma.

O período em que a maioria das áreas (42%) mais contrata é o terceiro trimestre, ou seja, entre julho e setembro.

Veja a pesquisa completa:


Isso não significa que o início do ano não seja importante para quem busca uma recolocação profissional.

Emprego novo? O que fazer (ou não) para causar uma boa impressão

 “Historicamente, o primeiro trimestre tem o maior volume das contratações que ocorrem por ano no Brasil. Portanto, janeiro é o mês em que o candidato já deve estar ativamente buscando a posição, pois encontrará mais oportunidades”, afirma o coordenador de Pesquisa Estratégica da Catho, Fabrício Kuriki.

Ele lembra, ainda, que o primeiro trimestre não se resume a janeiro. Por isso, os candidatos que ainda não foram contratados devem ficar atentos em fevereiro e março. Ele ainda pondera que “o primeiro trimestre tem um volume maior de contratações, mas elas ocorrem ao longo de todo o ano ”.

Fale mais sobre você: o que dizer (ou não) durante uma entrevista de emprego

Para o coordenador, janeiro é importante, principalmente, para que o profissional se prepare . “Além de estar atento e ativamente buscando uma oportunidade, o candidato esteja bem preparado e com currículo bem elaborado e que destaque suas habilidades para as vagas nas quais quer se candidatar", aconselha.

Indústria é destaque no primeiro trimestre

Entre os ramos de atividade que aumentam as contratações no primeiro trimestre, vários estão ligados à indústria, como confecção de calçados, indústrias têxteis , fabricação de papel e confecção de tecidos e couros.

Vida nova? 6 dicas para mudar (ou entrar) em uma carreira diferente em 2020

Segundo Kuriki, além de influenciada pela performance macroeconômica do país, a indústria e seus diversos campos, reagem a movimento sazonais .

“Por exemplo, o caso da indústria alimentícia que já começa a se preparar (no primeiro trimestre) para o período de Páscoa. Em outra indústria, como a automobilística, há previsão de crescimento na produção em 2020 que pode contribuir no número de contratações neste início de ano”, avalia.

Agilidade conta


O coordenador da Catho lembra que conseguir um emprego rapidamente envolve vários fatores e cita  “número de oportunidades, desempenho nas entrevistas, sazonalidade de alguns setores”.

Ele destaca, porém, que “é muito importante que os candidatos se mantenham bastante atentos e ativos em sua busca”. “Vimos, na Catho, que os profissionais que se candidatam a uma vaga assim que ela é publicada têm maiores chances de serem vistos pelas empresas”, salienta.

Enquanto não acontece, Kuriki aconselha investir nos estudos. “ Durante este período, é bem importante também que os candidatos busquem aperfeiçoar suas habilidades investindo em treinamentos, leituras, cursos”, conclui. 

    Veja Também

      Mostrar mais