Tamanho do texto

Reunião entre os países sul-americanos está marcada para o início de dezembro e pode reviver atrito entre Bolsonaro e Alberto Fernández

jair bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR
Bolsonaro diz que cúpula do Mercosul terá como prioridade consolidar acordo com a União Europeia

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (22) esperar consolidar o acordo do Mercosul com a União Europeia durante cúpula do bloco sul-americano em dezembro.

Leia também: Com leilões do pré-sal, governo fecha o ano 2019 com déficit de R$ 95,8 bilhões

"Primeiro é consolidar o acordo com a União Europeia (UE), o mais importante é isso aí", afirmou Bolsonaro , deixando clara a prioridade do Brasil para o encontro.

Em junho, os ministérios da Economia e das Relações Exteriores do Brasil anunciaram, em comunicado conjunto, que a UE e o Mercosul fecharam um  acordo de livre comércio entre os dois blocos, após mais de 20 anos de negociação.

O presidente argentino, Maurício Macri , confirmou presença na cúpula do Mercosul, mas ainda não sabe se irá convidar o presidente eleito Alberto Fernández, que entrou em atrito com Bolsonaro durante a campanha eleitoral no país vizinho. O presidente brasileiro já afirmou que não irá para a posse.

Leia também: Tratado Mercosul-UE pode prejudicar livre comércio entre Brasil e EUA

A cúpula do Mercosul começa no dia 2 de dezembro, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul. O Brasil ocupa a presidência pro tempore do bloco, isto é, por seis meses, já que o posto é ocupado de forma rotativa.