Tamanho do texto

Estar preparado para a entrevista pode ser decisivo para conseguir a vaga dos sonhos; evitar clichês, usar exemplos e ser honesto são uma das dicas

entrevista de emprego arrow-options
shutterstock
Saber responder as perguntas de uma entrevista de emprego usando exemplos pode ajudar o candidato a se sair bem

Quem nunca saiu de uma entrevista de emprego com a certeza de que deveria ter se preparado melhor para as perguntas feitas? Até mesmo o profissional mais experiente e apto para tal função pode ficar nervoso na hora de falar com o recrutador e, assim, colocar tudo a perder.

Leia também: 5 frases que não devem ser ditas nunca em uma entrevista de emprego

Ao ser avaliado cara a cara, é imprescindível conseguir passar a melhor impressão relacionadas ao comportamento e habilidades técnicas para conseguir a vaga.

“Durante a entrevista de emprego , é extremamente importante ter condições de passar o conhecimento que tem, e se não tem muito conhecimento, precisa demonstrar que é uma pessoa interessada e comprometida por meio de sinais comportamentais”, afirma Bárbara Alves, Coordenadora de Recursos Humanos da Luandre.

Mesmo sabendo disso, nem sempre tudo sai como o planejado. Segundo os recrutadores, quando o candidato se depara com perguntas que não estava pronto para responder é normal que as respostas sejam desencontradas e fica nítido o despreparo.

“Normalmente as pessoas têm facilidade para falar sobre como eram suas tarefas no trabalho anterior, sobre suas rotinas, mas acaba travando em perguntas básicas que servem para avaliar o comportamento do entrevistado”, explica Lucas Oggiam, diretor da Michael Page e Page Personnel.

Por não saber exatamente qual seriam as respostas que o recrutador gostaria de ouvir , já que muitas vezes elas dependem do tipo de cargo para a qual a entrevista se destina, Oggiam reconhece que é natural que o candidato fique em dúvida sobre o que dizer.

Para ajudar a se preparar para essa etapa do processo seletivo, aí vão algumas dicas dos recrutadores de como responder as perguntas mais difíceis das entrevistas de emprego .

1 - Fale um pouco sobre você

entrevista de emprego arrow-options
shutterstock
Na hora de falar sobre você selecione as experiências profissionais mais relevantes

Por mais simples que possa parecer, falar sobre si mesmo pode ser uma armadilha . Além de não saber por onde começar ou como organizar o que é ou não relevante ser dito, o candidato também pode ficar perdido e começar a relatar o currículo inteiro - o que não é recomendado, afinal, o recrutador certamente já conhece essas informações.

Neste caso, o ideal é focar em duas ou três experiências que possam servir como um exemplo de quem você é. Ter sempre em mente que devem ser escolhidos os fatos que seriam relevantes e do interesse da empresa que irá te contratar é a chave do sucesso.

2 - Por que você foi demitido?

Demissões acontecem. Os entrevistadores sabem disso, então não há necessidade de mentir. Esqueça o termo “demissões em massa”, se esse não for exatamente seu caso.

Ser o mais honesto possível é o caminho. Afirmar que você e a empresa estavam alinhados e que a companhia entendeu que era melhor continuarem sem você não é algo ruim se você souber como dizer isso.

Aproveite para pensar no que você aprendeu dessa experiência e como tenta aplicar esse aprendizado em sua vida. Honestidade , capacidade de reconhecer os erros e tirar uma lição deles são características positivas e raras entre os candidatos.

Leia também: O telefone tocou! Como se preparar para a entrevista de emprego?

3 - Quais são seus pontos positivos e negativos?

entrevista de emprego moça sorrindo arrow-options
shutterstock
Prefira citar características técnicas na hora de apontar pontos positivos e negativos durante a entrevista de emprego

Por mais que algumas empresas já deixaram de fazer essa pergunta por acharem “batida”, algumas corporações mais tradicionais ainda continuam querendo testar os candidatos a partir de como eles definem suas fortalezas e fraquezas.

Uma dica é pensar na vaga e relacionar características técnicas , no lugar de comportamentais. Dizer que é bom em tal atividade, sabendo que isso seria benéfico para o cargo que está sendo disputado pode ser um jeito de não se comprometer.

Nessas situações, vale usar exemplos e evitar respostas clichês , como o famoso “perfeccionismo”, na hora de elencar os pontos negativos.

Nesse momento, o entrevistador quer avaliar o autoconhecimento e a honestidade. Entretanto, não é preciso assumir, por exemplo, que não consegue cumprir prazos ou é atrasado. O ideal é dizer sobre atitudes que podem ser melhoradas e que já estão sendo trabalhadas.

4 - Por que nós deveríamos te contratar?

Hora de “vender o peixe”. Com cuidado para não parecer arrogante, é preciso dizer que é um bom profissional e que tem vontade de fazer parte da equipe da empresa. Mais uma vez os exemplos são bem-vindos.

Para ter um direcionamento sobre o que falar é legal saber mais sobre os valores da empresa para mostrar que além de capaz de produzir bons resultados, o candidato também está está alinhado à cultura da companhia.

5 - Como você lida com desafios ou conflitos?

entrevista de emprego duas mulheres arrow-options
shutterstock
Tenha em mente alguns exemplos positivos para citar quando o recrutador perguntar sobre desafios e conflitos

Essa não é exatamente uma pergunta difícil para um profissional experiente. Desafios são enfrentados com frequências, mas às vezes não são reconhecidos.

Por isso, o diferencial é estar preparado para responder esse tipo de questionamento e já ter em mente alguns exemplos para não engasgar quando o recrutador fizer a pergunta.

Citar dois ou três exemplos e dizer como foram solucionados é o que o recrutador realmente quer saber. 

Leia também: Qual o melhor modelo de currículo para a vaga dos seus sonhos? Baixe as opções

“É muito importante, em todas as perguntas, evitar a mentira. Ser transparente é importante não só para passar na entrevista, como também garante que seu tempo de permanência na empresa seja maior”, reforça Oggiam