Brasil Econômico

undefined
iStock
Presidente-executivo foi afastado após rompimento da barragem da Vale em Brumadinho; após troca, ações caíram


As ações da Vale nos Estados Unidos começaram a semana em queda após a  troca da diretoria da mineradora ter sido anunciada no último sábado (2). Na manhã desta segunda-feira (4), as ações da empresa chegaram a recuar 3,7% no país norte-americano.

Por volta das 13 horas, os papéis da Vale estavam operando a 1,45% negativos nos EUA. No Brasil, o mercado não está funcionando devido ao feriado de Carnaval e a Bolsa de Valor só volta a operar normalmente na próxima quarta-feira (6), às 13 horas.

A queda nas ações da mineradora acontece após a troca de comando da empresa, anunciada no último fim de semana. Na data, o então presidente executivo  Fabio Schvartsman foi afastado, junto com outros três grandes nomes, a pedido do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal.

A saída dos executivos foi recomendada pelas autoridades que trabalham na força-tarefa que investiga o rompimento da barragem da Vale  na cidade de Brumadinho , em Minas Gerais, no dia 25 de janeiro. Segundo as últimas informações, 186 pessoas morreram e 122 continuam desaparecidas após a tragédia.

Leia também: Câmara faz minuto de silêncio por Brumadinho e presidente da Vale não se levanta

O  rompimento da barragem no também afetou gravemente o ecossistema da região: de acordo com um estudo da Fundação SOS Mata Atlântica divulgado na última quarta-feira (27), o rio Paraopeba está morto. A análise feita pela entidade não encontrou nenhum sinal de vida ao longo de mais de 30 km do rio.

Em nota à imprensa, a Vale disse que coopera com os responsáveis pela investigação da tragédia, fornecendo tudo que lhe é solicitado e colocando seus funcionários à disposição para prestar depoimentos. O objetivo, segundo a mineradora, é "auxiliar no esclarecimento das causas do lamentável rompimento da barragem [da Mina Córrego] do Feijão."

Conheça o novo presidente-executivo da Vale

undefined
Divulgação/Vale
Eduardo Bartolomeo foi anunciado como presidente interino da Vale nesta segunda-feira (4)


Nesta segunda-feira (4), o novo presidente-executivo da Vale foi anunciado: Eduardo Bartolomeo , que já tem dez anos de experiência em outros cargos na mineradora. De acordo com a empresa, Bartolomeo, "reconhecido por acumular experiências distintas e ao mesmo tempo conhecer o negócio da Vale , manterá um diálogo aberto e transparente com os diversos stakeholders (gestores) da companhia".

Ele já foi diretor-executivo de Logística, Operações Integradas de Bulk Commodities (minério de ferro, carvão e manganês) e como diretor-executivo de Metais Básicos, seu último cargo. Foi também membro do Conselho de Administração, do Comitê Financeiro e do Comitê de Governança, Conformidade e Risco da empresa entre 2016 e 2017.

Leia também: Vale não deve ser "demonizada" por Brumadinho, defende secretário

Como novo presidente interino da mineradora, Bartolomeo precisada, agora, precisará focar garantir estabilidade às operações, dar continuidade ao processo de indenização às famílias de vítimas, reparação e mitigação dos efeitos do rompimento da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão, como comunicado na nota oficial da Vale .




    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários