Tamanho do texto

Na semana passada, estimativa estava em 2,53%; previsão da inflação também apresentou queda, de 4,01% para 4%, dento da meta estipulada

Segundo previsões do Boletim Focus, PIB brasileiro deve fechar o ano de 2019 com crescimento de 2,5%
shutterstock
Segundo previsões do Boletim Focus, PIB brasileiro deve fechar o ano de 2019 com crescimento de 2,5%


Analistas das instituições financeiras reduziram as previsões para o crescimento da economia brasileira no fim deste ano. De acordo com informações do Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (28), o Produto Interno Bruto (PIB) deve ficar em 2,5% em 2019.

A estimativa de é menor do que a projetada no relatório da semana passada , quando o PIB  brasileiro - que é a soma de todos os bens e serviços produzidos pelo País - deveria fechar o ano em 2,53%. 

Essa é a segunda queda consecutiva do índice. Antes de registrar, no último dia 21, taxa de 2,53%, a previsão do crescimento da economia brasileira para o fim de 2019 estava em 2,7% .

Para o próximo ano, a expectativa, de acordo com o Boletim Focus, caiu de 2,60% para 2,50%. Em 2021 e 2022, no entanto, a projeção continuou em 2,50%

Leia também: FMI diminui expectativa do PIB brasileiro para 2018, mas eleva o de 2019

Na semana passada (21), o Fundo Monetário Internacional ( FMI ) reduziu estimativa de crescimento da economia brasileira em 2018, mas elevou a projeção para este ano.

A previsão é de que o PIB do Brasil cresça 1,3%, um ponto percentual (p.p) a menos do que o estimado na projeção anterior (1,4%), feita em outubro do ano passado. Essa é a terceira vez consecutiva que o FMI diminui a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2018.

Já para este ano, o fundo ampliou a projeção de crescimento para 2,5% - um salto de um p.p em relação à ultima previsão, que era de 2,4% . De acordo com a instituição, "a recuperação gradual da economia deve continuar".

Além do PIB, relátorio do Banco Central também faz projeções para a inflação

O mercado financeiro também reduziu a projeção da inflação para 2019 de 4,01% para 4%
shutterstock
O mercado financeiro também reduziu a projeção da inflação para 2019 de 4,01% para 4%

Além do PIB , as projeções para a inflação em 2019 também foram diminuídas. Segundo os economistas do mercado financeiro,  a expectativa é de que a inflação fique em 4%, 0,1 ponto percentual (p.p) a menos do que na semana passada, quando estava em 4,01%. A meta de inflação deste ano é de 4,25%, com i ntervalo de tolerância entre 2,75% a 5,75%.

Leia também: Reformas e ajustes "são essenciais" para manter a inflação baixa, diz Goldfajn

Para 2020, os analistas mantiveram a estimativa em 4% . Nesta data, a meta terá sido oficialmente cumprida se a inflação oscilar entre 2,5% e 5,5%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.