Tamanho do texto

Atualmente, cobrança é feita com a cotação do dólar no dia do vencimento da fatura; com nova regra, cliente paga a taxa com cotação do dia da compra

Regras da taxa de câmbio cobrada no cartão de crédito por compras no exterior vão mudar
Pixabay/Reprodução
Regras da taxa de câmbio cobrada no cartão de crédito por compras no exterior vão mudar


O Banco Central (BC) vai mudar as regras de cobrança da taxa de câmbio em compras feitas no exterior. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (28) pelo presidente da instituição financeira,  Ilan Goldfajn.

Leia também: Um em cada três usuários de cartões de crédito nem sabe o valor de sua fatura

Segundo Goldfajn, a mudança está na forma de cobrar a taxa de câmbio . Atualmente, os brasileiros pagam as faturas internacionais do cartão de crédito com o valor em que a moeda está sendo cotada no dia do vencimento. Com a nova regra do BC, os consumidores vão ser cobrados com a cotação em vigor no próprio dia da compra.

Para o presidente, a nova regra é importante para que os consumidores paguem exatamente pelo valor do produto que compraram, o que não acontece atualmente, já que o valor do dólar pode variar para menos ou para mais. "Normalmente, [o consumidor] compra e paga a taxa de câmbio do dia de vencimento da fatura. Às vezes, o que ocorre é que o que ele compra não é o que ele paga, pois o câmbio se deprecia . O que estamos instituindo agora é que a taxa terá de ser do dia em que o cliente comprou", explicou Goldfajn .

Leia também: Bancos poderão reduzir limite do cartão de maus pagadores em menos de 30 dias

Entre os meses de agosto e setembro, por exemplo, a moeda americana chegou a ser vendida por cerca de R$ 3,60, passando, pouco tempo depois, para mais de R$ 4. Com o novo método de cobrança na fatura do cartão de crédito , são evitadas surpresas e gastos extras aos compradores.

Mudança na taxa de câmbio cobrada ainda não tem data para começar

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que ainda não há prazo para a mudança na cobrança da taxa de câmbio
José Cruz/Arquivo/Agência Brasil
O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse que ainda não há prazo para a mudança na cobrança da taxa de câmbio

Leia também: Para conter alta, Banco Central vai leiloar dólares pelo segundo dia seguido

Apesar do anúncio da mudança, o presidente do Banco Central afirmou que a nova regra ainda precisa ser regulamentada. Por isso, não há um prazo, até o momento, para que as insituições financeiras iniciem o processo de mudança na cobrança da taxa de câmbio . "Vai levar um tempo para mudar o sistema do cartão de crédito dos bancos, mas depois vai começar a valer. Muitos já oferecem esse serviço. O consumidor já pode ir procurando cartões com a taxa de câmbio do dia”, afirmou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.