undefined
Divugação
Leilão da Amazonas Energia, uma das distribuidoras da Eletrobras, foi adiado pela segunda vez


O leilão da Amazonas Energia, uma das distribuidoras da Eletrobras, foi adiado para 27 de novembro, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (23) pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A tentativa de venda aconteceria na próxima quinta-feira (25).

Leia também: Maioria das privatizações previstas por Temer não sairá do papel neste ano

Essa é a segunda vez que a empresa tem seu leilão adiado. De acordo com a estatal, além de servir para últimas negociações de garantias com fornecedores de combustíveis, a troca da data do leilão das distribuidoras da Eletrobras foi um pedido feito ontem (22) pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

Na última quarta-feira (18), o ministro do MME, Moreira Franco havia decidido manter o leilão após o Senado derrubar o projeto que facilitava a privatização das distribuidoras de energia da Eletrobras por 34 votos a 18. Como justificativa para manter o leilão , Franco disse que o projeto barrado não servia para autorizar a venda, mas sim para criar “mais atrativos” para os possíveis interessados.

Entre as distribuidoras da Eletrobras, Amazonas Energia é a com mais dívidas

undefined
Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil
Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, diz que Amazonas Energia pode ser liquidada. Ela é uma das distribuidoras da Eletrobras mais endividadas


A Amazonas Energia é considerada a mais endividada das distribuidoras da estatal. De acordo com Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, as contas a pagar alcançam a casa de R$ 20 bilhões, dos quais cerca de R$ 15 bilhões irão diretamente para a Petrobras.

O tamanho das dívidas põe em dúvida a possibilidade de venda durante o leilão de privatização. Por esse motivo, Ferreira Júnior anunciou, na quinta-feira passada (18), a  possibilidade de liquidar a Amazonas Energia caso não seja vendida - ou seja, o encerrar as atividades da distribuidora. “A decisão pela liquidação já foi tomada em assembleias anteriores”, disse. “E, em caso de liquidação, a Eletrobras terá garantida a neutralidade econômica das despesas com a Amazonas Energia.”

Outras distribuidoras já foram leiloadas

undefined
Divulgação/Ministério do Planejamento
Das seis distribuidoras da Eletrobras, quatro já foram leiloadas


Leia também: Eletrobras cai mais de 10% após declaração de Bolsonaro contra privatização 

Das seis distribuidoras da Eletrobras , quatro já foram leiloadas: a Companhia Energética do Piauí (Cepisa) teve o contrato de concessão assinado no último dia 18, depois de ter sido vendida em julho. Já a Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), a Boa Vista Energia, de Roraima, e a Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) foram leiloadas em agosto. A Companhia Energética de Alagoas (Ceal), no entanto, está com a venda suspensa por uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

    Veja Também

      Mostrar mais