Tamanho do texto

Além de servir como entretenimento, o futebol também pode ajudar em outras áreas, como a das finanças pessoais; saiba o que você pode aprender

Assim como no futebol, o conhecimento é essencial para se dar bem no mundo das finanças
Facebook
Assim como no futebol, o conhecimento é essencial para se dar bem no mundo das finanças

O futebol é uma das grandes paixões nacionais. Pelo Brasil, milhares de pessoas vivem diariamente o esporte – seja praticando, assistindo aos jogos ou até mesmo acompanhando as notícias sobre finanças, jogadores e resultados de seus clubes de coração. 

LEIA:  Entenda como você pode ser beneficiado pela queda do dólar

Além de servir como entretenimento, o futebol também pode ajudar em outras áreas, como a das finanças pessoais. O educador financeiro Robinson Trovó listou algumas das lições relativas à economia que o esporte pode ensinar. Confira:

1) Dívidas costumam prejudicar resultados

Na maioria das vezes, os clubes endividados costumam ter uma série de problemas de administração que refletam nos resultados dentro de campo. Jogadores com salários atrasados, por exemplo, ficam desmotivados e não conseguem se entregar ao máximo durante as partidas. Na vida pessoal, a situação é muito similar. “Quanto mais você está endividado, pior fica a sua qualidade de vida, pois você passa a ter que pagar as parcelas, fica estagnado financeiramente, e ainda permite que a preocupação atrapalhe a sua rotina”, diz Trovó.

2) A vitória é construída a cada jogo

Para ser campeão, um time precisa fazer uma boa campanha ao longo do torneio. É muito difícil que uma equipe consiga assegurar um título jogando bem apenas o último jogo. Essa situação também pode ser observado no momento de quitar uma dívida ou fazer reservas para investimento. “Muitas pessoas ficam esperando ganhar na loteria, ter um aumento de salário ou acontecer algum milagre que coloque muito dinheiro no bolso, quando na verdade a independência financeira vem somente com economia todo mês”, explica, dizendo ser recomendado economizar, no mínimo, 10% do salário. “Depois de quitar as dívidas, esta quantia passa a ser necessária para investir”, aponta o educador financeiro.

LEIA MAIS:  Como as empresas podem atender às exigências da Geração Y

3) É preciso de disciplina a longo prazo

As grandes conquistas no futebol são fruto de um planejamento bem feito. Um grande exemplo disso é a seleção da Alemanha, que conquistou a Copa do Mundo no Brasil em 2014 após anos de trabalho com o grupo. Essa necessidade de disciplina também é essencial para as vitórias na vida pessoal. “Muitas pessoas deixam de economizar quando quitam a dívida, mas na verdade é aí que o dinheiro guardado mensalmente vai ter potencial de levá-las para a riqueza”, destaca.

4) O conhecimento é essencial

O futebol é jogado além das quatro linhas. Também é importante saber usar a cabeça para superar os adversários e sair com a vitória. Para o investidor, a situação é parecida, pos é indispensável possuir uma visão tática e ampla. "O mais importante é entender o comportamento humano que existe no mercado financeiro”, conta Trovó.

5) Saber reclamar gera resultados

Apesar de incomodar o árbitro, as reclamações podem ter efeito positivo no futebol, pois os jogadores, em muitos casos, percebem um erro que passaria despercebido. Na vida pessoal também deve ser assim. “Se você está sendo cobrado injustamente pela empresa de telefonia, se a sua conta de água aumentou de repente, ou se um investimento não está rendendo o que esperava, questione sempre”, aconselha Trovó. De acordo com o educador financeiro, muitas pessoas perdem dinheiro porque pensam que valores menores não vão influenciar. “Cada real pago injustamente pode fazer a diferença”, diz. 

6) Paciência é o segredo 

Para vencer os jogos, as equipes precisam, em algumas situações, ter muita paciência. No mundo financeiro, calma e organização também são indispensáveis. “Quem se desespera para quitar a dívida de uma vez ou ter grandes retornos nos investimentos não vai conquistar o sucesso financeiro”, afirma. Portanto, o ideal é escolher melhor investimento e ter paciência.

LEIA TAMBÉM:  Procurando emprego? 6 dicas para se destacar e encontrar a vaga

7) Diversificar táticas pode ser a solução

Quando um jogo está difícil, é importante que o técnico tenha conhecimento suficiente para variar as táticas e encontrar uma solução. Em relação às finanças, também é necessário que o investidor consiga se adaptar aos mais diferentes cenários. “Quando você se torna um investidor, precisa entender a necessidade de variar as opções de aplicação”, conclui.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.