Tamanho do texto

Onix Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil que foi exonerado para votar na reforma, espera concluir a votação na Câmara ainda nesta sexta-feira (12)

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta sexta-feira (12) que o governo, mesmo com os destaques aprovados, mantém uma potência fiscal de R$ 900 bilhões de economia para a próxima década.

Leia também: Acumulou! Placar elástico da Previdência deixa bolão de deputados sem ganhadores

Onix Lorenzoni espera concluir a votação da reforma da Previdência na Câmara ainda hoje arrow-options
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Onix Lorenzoni espera concluir a votação da reforma da Previdência na Câmara ainda hoje

Onyx Lorenzoni  continua otimista de votar, inclusive, o segundo turno nesta sexta-feira (12), mas reconhece que é importante aguardar o quórum ao longo do dia para saber se a votação da reforma termina este semestre ou fica para agosto.

Leia também: O que propõe a reforma da Previdência aprovada no plenário da Câmara

Segundo ele, o governo Bolsonaro está moldando um acordo com o Senado para terminar a votação naquela casa na segunda quinzena de setembro. Portanto, na avaliação de Lorenzoni, adiar não seria um problema para o governo.

Leia também: Previdência: Proposta sobre idosos é negada; trecho em prol da mulher é aprovado

“Estamos determinados, estimulando os deputados, conversando com os líderes, para tentar votar o segundo turno hoje, mas o governo Bolsonaro tem se caracterizado por ser um governo que dialoga muito”, Onyx Lorenzoni .