Tamanho do texto

Presidente diz que o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, tem a missão de buscar soluções para a aprovação das novas regras

Ao dar posse na manhã desta quinta-feira (4) ao novo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, o  presidente Jair Bolsoaro disse que o governo não trabalha com um "plano B" para a reforma da Previdência.

Leia também: Deputados se reúnem na Câmara para votação do parecer da reforma da Previdência

Jair Bolsonaro
Alan Santos/Presidência da República
Jair Bolsonaro fez a fala durante a posse do novo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos

Segundo o chefe do Executivo, Ramos entra com a missão de buscar soluções para a aprovação das novas regras da Previdência .  "Ele [o novo ministro] entra em campo no momento que interessa a todos no Brasil. Não temos plano B. O plano é este: o plano A. Ele entra agora também buscando soluções à nossa questão", disse Bolsonaro.

Ramos, que substitui Carlos Alberto dos Santos Cruz no comando da Secretaria do Governo (Segov). Com a reorganização das atribuições das pastas, o novo ministro assumiu a articulação política, que  saiu da Casa Civil, do ministro Onyx Lorenzoni.

General de quatro estrelas, o novo ministro chefiava o Comando Militar do Sudeste quando foi convidado pelo presidente para assumir o posto no Planalto. Amigos próximos, Luiz Ramos e Bolsonaro se conhecem há 46 anos. Eles foram da mesma turma na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP), a partir de 1973. Sentavam lado a lado.

Já na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), Bolsonaro foi da turma de 1977 e Ramos, do grupo de 1979. Pela relação de amizade, Ramos é chamado pelo presidente de "meu pitbull."

Duante a campanha, quando Bolsonaro esteve hospitalizado após ser atacado com uma faca, Ramos foi uma visita frequente no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.  A intimidade entre os dois ficou evidente no discurso de Bolsonaro.

Leia também: Maia diz que há condições para votar reforma antes do recesso parlamentar

"De lá pra cá (desde que se conheceram), a diferença nossa salta aos olhos, tendo em vista a diferença de silhueta, a dele alargou mais um pouquinho, enquanto a minha permanece a mesma.  No mais, neste tempo todo, servindo à Pátria, participou das mais espinhosas missões", elogiou.