Tamanho do texto

Segundo o presidente do Senado, estimativa é que até outubro a proposta já tenha sido votada nas duas casas, Câmara e Senado; leia sobre a tramitação

Jair Bolsonaro, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia
Carolina Antunes/PR
Governo já tem votos suficientes para aprovar reforma da Previdência na Câmara e no Senado, segundo Alcolumbre

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou na noite desta segunda-feira (24), em evento promovido pelo site Poder 360 , que o governo já tem votos suficientes para aprovar a reforma da Previdência tanto na Câmara quanto no Senado. A estimativa é que até outubro a matéria tenha sido votada nas duas casas.

Leia também: Queda da taxa de juros depende de avanço das reformas, avalia BC

"Acho que do jeito que construiu esse texto, já tem 308 [votos na Câmara]. Entre os senadores, a ampla maioria tem o entendimento que a reforma é importante. No Senado vai demorar 45 dias, 60 dias. É agosto e setembro todo", pontuou Alcolumbre .

O presidente do Senado  reclamou, porém, da falta de envolvimento de governadores e prefeitos, que segundo ele teria levado à retirada dos entes federativos do texto apresentado pelo relator Samuel Moreira (PSDB-SP) na comissão especial da Câmara. Alcolumbre mostrou ceticismo em relação a uma mudança no projeto, mas disse que pretende pressionar os mandatários para que estados e municípios estejam na reforma.

"Vai se fazer o que é possível, eu entendo. Mas seria muito bom os 27 governadores estarem dentro do plenário da Câmara no dia da votação. Vou mandar um convite oficial. Porque se o governador falar com seu deputado, ele vai votar o destaque. Acho muito ruim sair sem estados e municípios. Mas é o possível", avaliou.

Leia também: Joice diz que governo busca margem de votos e vai alterar parecer da reforma

De acordo com o senador, após a reforma da Previdência , a prioridade do Congresso será a votação de uma reforma tributária e uma proposta de revisão do pacto federativo. A ideia é  constituir uma comissão mista de deputados e senadores para agilizar o trabalho.