Brasil Econômico

Rodrigo Maia, presidente da Câmara
Valter Campanato/Agência Brasil - 1.2.19
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, quer antecipar votação da reforma da Previdência

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer antecipar o calendário de votação da reforma da Previdência. Ele afirmou, nesta terça-feira (28), que pedirá ao relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que apresente seu parecer na comissão especial antes do dia 15 de junho.

Leia também: Empresários reafirmam apoio à Previdência e cobram "bom senso" do Congresso

"O tempo está ficando apertado e pedi ao relator que antecipe em uma semana ou cinco dias a leitura do texto. Esperamos chegar na economia que o ministro Paulo Guedes deseja para a Previdência [R$ 1 trilhão]", disse Maia ao deixar a sede do Ministério da Economia, onde se reuniu com Guedes, secretários e outros 13 parlamentares.

Caso a apresentação do relatório seja antecipada, deve haver tempo da proposta ser votada também no plenário da Câmara ainda no primeiro semestre. "Eu sou sempre um otimista. A gente precisa terminar a matéria na Câmara no primeiro semestre", cobrou o presidente da Casa.

Maia relatou que o encontro serviu para tratar também de projetos urgentes para o país, além da Previdência . O principal deles, segundo avalia, é a reforma do Estado. "Trouxe comigo um grupo de deputados de vários partidos para podermos organizar a votação de temas importantes para modernizar e melhorar a eficiência do Estado", acrescentou.

Leia também: Após reunião com Bolsonaro, entidades prometem R$ 1 bilhão ao Nordeste

Outro projeto que deve ser votado é o que trata do orçamento impositivo, que obriga o governo a Executar emendas de bancada de parlamentares. Maia afirmou que o governo negocia com parlamentares mudar esse texto para permitir que o dinheiro arrecadado com um megaleilão de petróleo seja dividido com estados e municípios.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários