Tamanho do texto

Multa para atrasos é de 1% ao mês, com limite de até 20% do valor devido; é melhor entregar declaração dentro do prazo mesmo que incompleta

Leão do Imposto de Renda
shutterstock
Especialistas recomendam que Imposto de Renda seja entregue no prazo mesmo que incompleto


Às vésperas do fim do prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda (IR) 2019, que termina às 23h59 desta terça-feira (30), um quinto dos brasileiros ainda não preencheram  o forumulário.

Leia também: Ainda não entregou seu IR? Confira o passo a passo para fazer a declaração

De acordo com um balanço divulgado pela Receita Federal, das 30,5 milhões de declarações esperadas, apenas 23,8 milhões foram recebidas, ou seja:  6,7 milhões de brasileiros ainda não entregaram seu  Imposto de Renda .

Se você é uma dessas pessoas que está atrasada no preenchimento da declaração , a recomendação é que os dados sejam entregues, mesmo que incompletos, até amanhã (30). Isso porque, caso o formulário seja enviado fora do prazo, o contribuinte será multado em, no mínimo, R$ 165,74. Essa cobrança pode subir para até 20% do valor do imposto devido.

Leia também: Como declarar imóveis próprios ou alugados no Imposto de Renda 2019

Vale lembrar que, após o prazo de 30 de abril, o contribuinte não pode trocar o modelo de IR  entregue (simplificado ou completo). Além disso, é bom saber que o programa da Receita Federal não não aceita o envio de declaração entre 1h e 5h da madrugada já que, nesses horários, o sistema é suspenso para ajustes.