Brasil Econômico

chef Jamie Oliver's
Divulgação/Jamie Oliver's
Com dificuldades financeiras, restaurantes de Jamie Oliver põe 1.300 empregos em risco


A rede de restaurantes do chef britânico Jamie Oliver iniciou o processo de recuperação judicial, deixando 1.300 empregos em risco devido às dificuldades financeiras.

Leia também: Loja Três diz que não há provas de acusações de assédio moral e preconceito

A empresa de  Jamie Oliver fez uma notificação no Supremo Tribunal para administração. O processo envolve 25 restaurantes das marcas Jamie’s Italian, Barbecoa Steakhouse e Fifteen, todos no Reino Unido. A divisão internacional, entretanto, não está afetada.

Oliver tentou reestruturar seus negócios nos últimos anos, em meio a um mercado consumidor cada vez difícil de se agradar, competição intensa e custos crescentes. No ano passado, o chef fez um acordo voluntário em sua marca de comida italiana que permitia corte de lojas e redução de custos, mas isso não foi suficiente.

"Estou profundamente triste com este resultado e gostaria de agradecer a todos os funcionários e fornecedores que colocaram seus corações e almas neste negócio por mais de uma década", disse Oliver em um comunicado.

Leia também: Livraria Cultura rebate e chama denúncias de trabalhadores de "distorções"

A mídia britânica alegou que seus restaurantes foram colocados sob administração judicial pelo gabinete da KPMG, que agora irá procurar um ou vários compradores para toda ou parte da atividade. Se ninguém aceitar o negócio, os estabelecimentos serão fechados.

Oliver acusou o Brexit de ter causado um aumento dos preços (devido à desvalorização da libra esterlina desde o referendo de junho de 2016) dos ingredientes usados para preparar seus pratos italianos.

Leia também: Solução para crise da Avianca é nova empresa no mercado, diz presidente da Anac

Os restaurantes de Jamie Oliver são as últimas vítimas de um choque que se espalhou para o setor de alimentação. As marcas atingidas anes foram a famosas Applebee's, TGI Friday's e Ruby Tuesday, nos Estados Unidos. No Reino Unido, Byron Hamburgers, Gaucho, Carluccio, Prezzo e Strada ambém sofreram problemas financeiros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários