Tamanho do texto

Segundo o banco, o resultado vem da "melhoria da eficiência operacional e o aumento de receitas da intermediação financeira e a prestação de serviços"

undefined
Arquivo/Agência Brasil
Caixa Econômica Federal lucrou 40% a mais em 2018 do que no ano anterior


A Caixa Econômica Federal registrou lucro recorde em 2018. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (29), os ganhos foram de R$ 12, bilhões no ano, um crescimento de 40% quando comparado a 2017.

Leia também: Juntas, maiores estatais do País registram recorde de lucro em 2018

Segundo a Caixa , esse resultado é "fruto direto de medidas realizadas ao longo do ano passado, como a melhoria da eficiência operacional e o aumento de receitas, especialmente o resultado da intermediação financeira e a prestação de serviços."

Já o patrimônio líquido do banco ficou em R$ 81,2 bilhões, o que representa um aumento de 15,1% em relação ao ano anterior. O lucro líquido contábil de 2018, por sua vez, encerrou 2018 em R$ 10,4 bilhões, indicando uma redução de 17,1% em relação a 2017.

Em seu comunicado oficial, a instituição financeira r essaltou seu papel como principal agente de políticas públicas do governo federal. "É um banco com mais de 93 milhões de clientes, responsável por 37% da poupança nacional e 69% do crédito habitacional, 55 mil canais exclusivos de atendimento em todo o país o que permite que a CAIXA cumpra com excelência seu papel de principal agente de políticas públicas do governo federal”, comemorou o presidente Pedro Guimarães .

Entenda os números que influenciaram no lucro da Caixa

undefined
Antonio Cruz/Agência Brasil
A Caixa tem mais de 93 milhões de clientes e é responsável por 69% do mercado habitacional do País


O saldo da carteira de crédito habitacional cresceu 3% em 12 meses, totalizando R$ 444,7 bilhões em dezembro. Desse total, R$ 265,2 bilhões foram concedidos com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e R$ 179,4 bilhões com recursos da poupança.

Segundo a Caixa, até dezembro do ano passado, foram contratados R$ 62,5 bilhões no Programa Minha Casa Minha Vida , equivalente a 505.494 novas unidades habitacionais.

Dessas novas moradias, 21,1% foram destinadas à faixa 1 do programa, para pessoas com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Além disso, as operações de infraestrutura cresceram 2,0%, alcançando R$ 84,3 bilhões.

As loterias, por sua vez, arrecadaram R$ 13,9 bilhões, mantendo o mesmo patamar de 2017. Dentre os valores arrecadados, R$ 5,2 bilhões foram transferidos aos programas sociais do governo federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde, o que corresponde a 37,4% do total.

Outros ponto destacado foram as poupanças, que somaram R$ 1 trilhão em captações no fim do ano. Desse valor, R$ 30,4 bilhões foram depósitos a vista, evoluindo 7,6%, e outros R$ 298,4 bilhões em poupança, que cresceram 7,8%. "Com esse saldo, a Caixa manteve-se na liderança do mercado com 37,4% de participação", afirmou o banco.

Leia também: Decreto presidencial dificulta criação de novos concursos públicos; entenda

A Caixa também coloca como conquista do ano passado a melhora do o Índice de Eficiência Operacional, que chegou a 46,5%, uma melhora de 2,1 ponto percentual (p.p) em 12 meses. O

*Com informações da Agência Brasil