Tamanho do texto

Conheça o CRA: um certificado do agronegócio isento de IR para PF e que está acessível à todos os investidores.

Um instrumento de renda fixa que possibilita ao investidor uma performance acima dos investimentos mais tradicionais disponíveis no mercado são os CRA´S: Certificados de Recebíveis do Agronegócio.

O que são os CRA´s?

Certificado com remuneração isenta de IR para PF e que potencializa o agronegócio
REUTERS/Paulo Whitaker
Certificado com remuneração isenta de IR para PF e que potencializa o agronegócio

CRA´s são títulos de renda fixa cujo lastro são créditos originados de negócios entre produtores rurais ou suas corporativas e terceiros, abrangendo financiamentos ou empréstimos relacionados à produção, comercialização, beneficiamento ou à industrialização de produtos, insumos agropecuários ou máquinas e implementos utilizados na produção agropecuária. Ou seja, o objetivo é a captação de recursos para investimento no agronegócio através da emissão dos certificados .

Leia também: Juntar dinheiro e sair do vermelho: Entenda como atingir essas metas em 2019

Nessas operações as empresas cedem seus recebíveis para uma securitizadora, que emitirá os CRA´s e os disponibilizará para negociação no mercado de capitais. Por fim, essa securitizadora irá pagar a empresa agrícola pelos recebíveis. Desse modo, a empresa conseguirá antecipar o pagamento de seus recebíveis.

Vantagens do produto.

Por se tratar de um investimento em renda fixa, o investidor pode prever o fluxo de caixa das remunerações e amortizações do título.

O regime fiduciário garante a separação do risco da emissora, ou seja, caso a securitizadora tenha dificuldades financeiras, o fluxo de pagamento para os investidores não será afetado, uma vez que os recebíveis estão segregados do patrimônio da emissora.

Leia também: Sete em cada dez brasileiros estão otimistas com realidade econômica, diz SPC

Há também a isenção de IR para investidores pessoas físicas, tanto de IR como IOF, não havendo também custos de custódia, administração ou performance.

Os CRA´s não são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Embora haja risco de inadimplência por parte dos emissores, esses títulos são geralmente avaliados por agências de risco independentes. Essas agências avaliam o grau de risco de inadimplência através de uma análise profunda sobre a saúde financeira de cada emissor e também pela análise dos ativos dados em garantia e classificam o título de acordo com o risco identificado. Quanto mais próximo do rating AAA mais seguro será o investimento.

Esses títulos usam diversos tipos de indexadores quando se fala na sua remuneração, podendo ser um percentual do CDI ou a correção pela inflação, nesse caso o IPCA ou IGPM acrescido de uma taxa que é definida na hora da compra (ex: IPCA + 4,50%).

Em razão da não cobertura pelo FGC, esses certificados tendem a pagar mais do que aqueles que contam com aquela proteção, principalmente quando se leva em conta sua isenção tributária. Por um outro lado, é importante uma análise pormenorizada do título a ser comprado, daí a importância de um bom profissional para orientação na hora da escolha. Outro aspecto a ser levado em conta é a liquidez, uma vez que esses instrumentos possuem uma liquidez um pouco mais reduzida.

Leia também: Realidade econômica é "muito melhor do que há 3 anos", diz secretário do Tesouro

Esse com certeza é mais um instrumento a ser considerado na construção de uma carteira de renda fixa, tanto pela ótica da diversificação, como também pela sua remuneração.

Quer investir em CRA´s? Entre no nosso site ( www.f11investimentos.com.br ) e nos mande uma mensagem que entraremos em contato.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas