Tamanho do texto

Fórmula simples, com três elementos, ajuda a calcular o preço ideal para seus produtos, evitando prejuízos e garantindo a competitividade; aprenda aqui

loja arrow-options
André Mourão/Agência O Dia
Conhecer os custos para a produção e as despesas para vender são fundamentais para calcular preço de venda

Como sabemos, as empresas são entidades econômicas que visam o lucro. Sabemos também que o lucro é a diferença positiva apurada no confronto entre o total das receitas realizadas em determinado período e o total dos custos e despesas incorridos neste mesmo período.

Leia também: Saiba o que sua controladoria precisa para te ajudar na tomada de decisões

Em nosso breve estudo, vamos focar somente nas receitas decorrentes da atividade principal da empresa industrial, que devem ser suficientes para cobrir os custos e as despesas totais, desta forma, o planejamento operacional da empresa deve sempre estar focado nas receitas derivadas de sua atividade principal ( core business ). 

Sendo assim, ao fixar o preço de venda de um produto, o empresário estará prevendo na receita de cada unidade a recuperação dos custos e despesas necessários à fabricação e venda da referida unidade, além de uma parcela que possa contribuir para a cobertura de parte dos custos e despesas fixos e com a formação do lucro. Portanto, para fixar o preço de venda de um produto, é preciso conhecer: 

  • o custo de fabricação do produto (se o variável ou se total);
  • as despesas que serão geradas pela venda do respectivo produto;
  • o montante das despesas necessárias para administrar e financiar a geração do bem/unidade;
  • e finalmente, a margem de lucro desejada

Caso a empresa opte em considerar em seu custo de fabricação somente os custos variáveis, os custos fixos devem ser tratados de forma semelhante às despesas fixas. 

Leia também: O executivo financeiro focado na estratégia; saiba a importância

O que deve compor meu preço de venda?? 

Em relação aos custos , ou seja, os gastos incorridos no processo de fabricação dos produtos, sabemos que eles podem ser diretos ou variáveis e sua identificação em relação a cada unidade produzida facilita a correta determinação do seu preço de venda. O ideal, visando a composição do preço de venda, é que, para cada unidade de produto, possamos identificar claramente seus custos diretos e indiretos. 

Sobre as despesas , elas podem ser fixas ou variáveis. As variáveis são aquelas que  decorrem da venda dos produtos como comissões, fretes, seguros para entrega dos produtos, materiais de embalagem e tributos que incidirão sobre as vendas e sobre o lucro líquido e etc . Quanto às fixas, elas ocorrem nas áreas administrativa e comercial, incluindo despesas financeiras, ou seja, são apuradas independente do volume de produção e venda. 

Conhecendo-se estas variáveis, podemos buscar a margem de lucro . Em geral, a empresa fixa um percentual sobre o preço de venda que corresponde à margem de lucro desejada. que propicie tanto o retorno do capital investido quanto a remuneração deste capital em proporções iguais ou superiores aos juros praticados no mercado. 

Afinal, como calcular o Preço de Venda?

Preço de venda (PV) = Custos (C ) + Despesas (D) + Lucro ( L )

Destes três elementos, antes de iniciado o processo de fabricação, os custos variáveis podem ser previstos em unidades monetárias ($) com segurança, enquanto os custos fixos e as despesas fixas e variáveis e a margem de lucro unitários somente podem ser previstos na forma de percentuais sobre o preço de venda.

Dessa forma, ao fixar o preço de venda, a empresa deve sempre partir do custo variável unitário e adicionar a ele os valores necessários para recuperação dos custos fixos, das despesas fixas e variáveis, bem como para a formação da margem de lucro.

Neste raciocínio, a margem de lucro que será adicionada ao custo de fabricação para se obter o preço de venda é conhecida como mark-up, ou seja, mark-up é a diferença entre o custo total de produção e seu preço de venda. 

E como conhecer todos esses detalhes da empresa?

Em artigo anterior comentamos sobre a importância de uma controladoria eficiente . Ela poderá suprir os empresários com informações precisas e necessárias para o correto estudo de custos e formação do preço de venda .

    Leia tudo sobre: