Yang Huiyan herdou fortuna do pai e se tornou a mulher mais rica da Ásia
Reprodução/Facebook
Yang Huiyan herdou fortuna do pai e se tornou a mulher mais rica da Ásia

No último ano a mulher mais rica da Ásia, Yang Huiyan, perdeu mais de metade de sua fortuna por conta da crise imobiliária, de acordo com o índice de bilionários da Bloomberg divulgado nesta quinta-feira (28).

A acionista majoritária da gigante imobiliária chinesa Country Garden teve uma queda de 52% em sua fortuna, passando de US$ 23,7 bilhões para US$ 11,3 bilhões. Apenas na quarta-feira (27), a empresária perdeu aproximadamente US$ 2 bilhões.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

A grande fortuna da empresária foi herdada de seu pai Yang Guoqiang. Em 2005, o fundador da imobiliária transferiu as ações para a filha e, em apenas dois anos e com apenas 25 anos, Huiyan se tornou a mulher mais rica da Ásia. Ela se tornou vice-presidente da Country Garden em 2012 e copresidente da empresa em 2018. As perdas acumuladas agora colocam ela como a segunda colocada no ranking de mais ricos da região. 

Ontem as ações da empresa caíram 15%, maior queda registrada da empresa desde março. Um dos grandes motivos pelo desinteresse dos investidores é o a articulação da empresa para levantar mais de  US$ 343 milhões em venda de ações para o pagamento de dívidas. 

A perda rápida do patrimônio de Yang representa a crise hipotecária na China e a preocupação do sistema financeiro sobre o futuro econômico do país.

A Country Garden teve um crescimento rápido nas últimas três décadas por conta da recente evolução do mercado imobiliário chinês. Tal mercado agora enfrenta crises desde 2020 com a pandemia de Covid-19. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários