Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil do governo Bolsonaro
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil do governo Bolsonaro

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou nesta quinta-feira (21) que tem a intenção de antecipar o pagamento do  Auxílio Brasil de R$ 600 para 9 de agosto.

"Nós colocamos como data ideal o dia 9 do mês de agosto e estamos fazendo todo o esforço do mundo para que a gente consiga cumprir essa data. Mas se não for, vai ser por um ou dois dias, no máximo", disse Nogueira em entrevista ao SBT News.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

A primeira parcela de R$ 600 estava prevista para ser depositada a partir do dia 18 de agosto, para quem tem o NIS terminado em 1, conforme o calendário oficial do Bolsa Famílias para o próximo mês, mas o governo avalia que antecipar o pagamento  retira uma marca petista do programa assistencial. 

Além disso, Nogueira confirmou que o benefício de R$ 1.000 para caminhoneiros setá pago no mês que vem. Inicialmente, a data prevista é dia 5 de agosto, mas a liberação depende de dados do Ministério da Infraestrutura, que precisa correr para regulamentar o benefício

"São menos pessoas. Então, a nossa expectativa é que talvez a gente consiga pagar, isso estar disponível antes até do Auxílio Brasil. É questão de poucos dias. Podemos trabalhar, por exemplo, com dia 5 para os caminhoneiros e dia 9 para o Auxílio. Não está fechado, mas é uma perspectiva e uma data que nós estamos trabalhando", continuou.

Outro benefício criado com a PEC Eleitoral, o dinheiro para taxistas ainda deve demorar, segundo o ministro da Casa Civil. 

"Taxista é um pouco mais complicado, porque nós não sabemos quantos existem no Brasil, não existe esse cadastro. Os caminhoneiros nós temos a base de dados da ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres]", explicou Nogueira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários