Bolsonaro sobre chefia da Petrobras: 'Se tiver que trocar 5, eu troco'
Redação 1Bilhão
Bolsonaro sobre chefia da Petrobras: 'Se tiver que trocar 5, eu troco'

O presidente Jair Bolsonaro minimizou nesta quarta-feira (13) as sucessivas trocas no comando da Petrobras, que já teve quatro presidentes em seu governo. Bolsonaro disse que se tiver que fazer uma nova troca, fará "sem problema".

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

"(Dizem) 'Ah, ele trocou quatro vezes o presidente da Petrobras'. Sim, se tiver que trocar cinco, eu troco. Não tem problema. (Troco quando) Não está dando certo. Se bem que o que colocamos lá agora, né...", disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro já nomeou e demitiu três presidentes da Petrobras: Roberto Castello Branco, Joaquim Silva e Luna e José Moura Coelho. Um quarto nome, Fernando José, comandou a estatal de forma interina até o governo conseguir emplacar o nome de Caio Paes de Andrade, atual presidente.

Na mesma conversa, o presidente também disse que as trocas não são para "interferir", mas sim porque o "sentimento social" não estaria sendo responsável.

"Ninguém quer trocar o presidente da Petrobras para interferir. A gente quer trocar porque ele não tem aquele sentimento social que está previsto em lei. Em momentos de guerra, tudo é diferente. Até na casa de vocês".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários