Roberto Campos Neto, presidente do BC
José Cruz/Agência Brasil
Roberto Campos Neto, presidente do BC

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse nesta segunda-feira (6) que o desenvolvimento do Pix teve um custo de US$ 4 milhões. O presidente participou de um evento sobre tecnologia no sistema financeiro e criptomoedas.

"As pessoas me perguntam: como o Brasil pode ter o dinheiro para fazer o Pix? Você sabe quanto o Pix custou? US$ 4 milhões. Você pode fazer coisas boas com pouco dinheiro se tiver planejamento", disse Campos Neto.

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

O Pix foi lançado em novembro de 2020 e vem se popularizando desde então. Atualmente, existem 119,4 milhões de pessoas cadastradas, além de 9,2 milhões de empresas.

Março passado foi o mês com mais transações feitas pelo Pix desde o início, com 1,6 bilhão de operações realizadas. O recorde anterior havia sido em dezembro de 2021, com 1,4 bilhão.

Campos Neto afirmou que o Pix ainda está muito no início e muitas novidades ainda devem aparecer.

"O grande quadro do Pix vai demorar de dois a três anos", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários