BID cria marketplace para investimentos em infraestrutura na América
Programa de Parcerias de Investimentos (PPI)/Governo Federal
BID cria marketplace para investimentos em infraestrutura na América

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lança nesta quarta-feira (11) o Latam Projects Hub, plataforma digital que reúne projetos em concessão e parcerias público-privadas (PPPs) e privatizações na área de infraestrutura disponíveis em países da América Latina.

A ideia é criar um banco consolidado para atrair investidores estrangeiros, facilitando a consulta a projetos em elaboração e já formatados.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Para botar de pé o portal, que usa recursos da Iniciativa Climática Internacional (IKI), o BID fechou uma parceria com o BNDES, no Brasil — hoje o maior do mundo em projetos de infraestrutura e privatizações, segundo a consultoria Infralogic — e seu equivalente mexicano, o Banco Nacional de Obras y Serviços Públicos S.N.C. do México (Banobras), além da Alide, associação que reúne bancos de desenvolvimento latino-americanos.

De início, o hub conta com 88 projetos, sendo 76 deles brasileiros. Os demais vêm do Banobras. Juntos, representam uma carteira de US$ 38 bilhões em oportunidades de investimento. Nos próximos meses, projetos de outros países da região serão gradualmente acrescentados.

Sinergias regionais

Também entrarão projetos estruturados por outros agentes de Brasil e México.

Por ora, já constam do cardápio do hub projetos como os de concessão de serviços de água e esgoto em Porto Alegre, Sergipe e Paraíba, em saneamento, por exemplo, e a venda da Eletrobras, em energia.

Morgan Doyle, representante do BID no Brasil, destaca que o objetivo é dar visibilidade às numerosas oportunidades que o país e a América Latina como um todo dispõem para investidores.

"A ideia é que o investidor identifique sinergias ou possa dar escala a seus projetos, apoiando os países da região para avançar rumo à infraestrutura que seus cidadãos pedem e merecem ter", diz o executivo.

Segundo ele, trabalhar para atrair investimento com o objetivo de melhorar vidas é a principal meta do Visão 2025, programa elaborado pelo BID para ajudar na recuperação e no crescimento econômico sustentável dos países de América Latina e Caribe.

O centro de projetos traz informações em inglês numa plataforma aberta ao acesso público, sem exigência de cadastro prévio pelos investidores. A plataforma permite acompanhar como essa carteira evolui e vai agregando novos processos. Com isso, interessados podem estudar o mercado e planejar investimentos.

Outra vantagem é que, por funcionar como um banco de dados, o hub permite ao investidor ou instituição interessada aplicar filtros ao buscar projetos. Há recortes por país; setor, como transporte e saneamento, por exemplo; tipo de projeto, sendo classificado como concessão, PPP ou privatização, e estágio, se está em fase de preparação ou já em processo de licitação.

Adiante, a plataforma terá ferramentas adicionais em cruzamento de dados. Em um cenário em que práticas ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG, na sigla em inglês) passaram a contar como critério para a definição de investimentos, a entrada de informações sobre sustentabilidade social, ambiental, financeira e climática no Latam Projects Hub está prevista.

Gustavo Montezano, presidente do BNDES, classifica como “estratégico” ter ativos de infraestrutura brasileiros exibidos ao lado de outros ativos da região:

"Isso permite ao investidor enxergar sinergia em operações multinacionais. Estamos numa competição global em que informação e transparência são dois ativos essenciais na atração de capital."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários