Piso salarial para enfermeiros é aprovado na Câmara
Antônio Augusto/Câmara dos Deputados
Piso salarial para enfermeiros é aprovado na Câmara

Em votação histórica, a Câmara dos Deputados aprovou piso salarial para a enfermagem, depois de anos de luta da categoria que até o momento não tinha um piso instituído. O projeto de lei vai para a sanção presidencial.

O texto define o piso de Enfermeiro em R$ 4.750, de R$ 3.325 para Técnico em Enfermagem e de R$ 2.375 para Auxiliar de Enfermagem e para Parteira. Os valores valem para contratos CLT e para servidores públicos estatutários.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

“É uma vitória história o reconhecimento salarial. É um forte clamor da sociedade, de todo o Congresso Nacional e dos trabalhadores da categoria pra tornar realidade desse direito fundamental”, comemora o senador Fabiano Contarato (PT-ES), que batalhou pelo piso no Senado.

Outro a comemorar foi o primeiro tesoureiro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Gilney Guerra, que também foi presidente de conselho regional.

"Hoje, conseguimos um grande passo para que essa valorização efetiva (aos profissionias da enfermagem). Demos dois grandes passos e agora o terceiro, que é a sanção do presidente. Que vire lei e que a enfermagem consiga ter um piso salarial digno, que tenham dignidade de verdade e consigam prestar serviços com mais qualidade", afirma.

O novo mínimo, segundo ele, não é adotado na maioria das unidades da federação, salvo exceções como o Distrito Federal. Ele lamenta ainda que não tenha sido o valor inicial, apresentado no projeto de lei de Contarato, em pouco mais de R$ 7 mil para enfermeiros. No entanto, a avaliação do Cofen é que os valores atuais consigam atender mais de 80% da categoria, que hoje recebe abaixo dos números aprovados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários