Secretário de Guedes critica Swift e fala em buscar sistema paralelo
Reprodução 15/04/2022
Secretário de Guedes critica Swift e fala em buscar sistema paralelo

O secretário de Assuntos Econômicos Internacionais do Ministério da Economia, Erivaldo Alfredo Gomes, afirmou que o  sistema de pagamentos Swift, que é usado por instituições financeiras e países para transações financeiras, é burocrático, caro e demorado. A declaração veio após a Rússia sugerir que os Brics (grupo que inclui Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) integrem os sistemas de pagamentos.

O secretário afirmou que a posição do Brasil sobre o tema é a de aperfeiçoar o Swift e torná-lo mais eficiente ou de criar um novo sistema global de pagamentos.

O Swift "é burocrático, caro e demorado. Isso não é compatível com as demandas da economia de hoje. Faz sentido debater como instituir uma nova plataforma de pagamentos. Nossa visão é de que seja uma solução multilateral, e não só restrita a poucos países", disse.

E completou: "Funciona bem, é confiável, mas não tem a agilidade que o mundo precisa". Segundo Gomes, os pagamentos feitos pelo governo brasileiro levam até três dias para serem depositados em organismos internacionais de outros países.

As afirmações do representante brasileiro ocorreram após o ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov, dizer que os países membros do Brics deveriam ampliar o uso de moedas nacionais e integrar sistemas de pagamentos para uma maior cooperação.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários