Arthur Lira conversou com empresários do ramo aeronáutico para entender o aumento do querosene
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Arthur Lira conversou com empresários do ramo aeronáutico para entender o aumento do querosene

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, (PP-AL), disse nesta terça-feira (12) que vê com preocupação o impacto do preço dos combustíveis na operação de companhias aéreas.

Na segunda-feira (11), Lira se reuniu com representantes do setor. Em Brasília, os empresários seguiram depois para o encontro do ministro da Economia, Paulo Guedes.

"Nós temos, em relação às áreas, uma preocupação em relação à questão do barril do petróleo, que impacta diretamente no combustível, que são os queroneses, principalmente, e a questão do dólar que impacta no leasing (contrato de cessão de aeronaves às companhias)", disse Lira.

Após a reunião, Lira disse que o assunto será levado em conta na discussão de duas medidas provisórias que podem impactar o setor.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Leia Também

"Nós temos uma medida ou duas Medidas Provisórias, que estão já em vigor, e o cuidado das empresas era o pleito de que não se piorasse mais a situação da malha, com relação ao atendimento que está precário. Segundo eles, com mil voos a menos diários do que no período de antes da pandemia", completou o presidente da Câmara.

Na segunda-feira, o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, afirmou que a desoneração de PIS e Cofins da querosene de aviação é um sinal importante, mas insuficiente ante a alta dos custos do setor, e que seria como três gotas no oceano.

Ele e outros representantes do setor aéreo sugeriram a Guedes a criação de uma mesa de negociação permanente para discutir o custo do combustível.

"Não viemos pedir desoneração, redução de tributos, não estamos nessa discussão. Nosso debate é exclusivamente ligado ao custo da querosene de aviação, que subiu mais de 130%", afirmou Sanovicz, antes da reunião com o ministro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários