Páscoa acontece no dia 17 de abril
Agência Brasil/Marcelo Camargo
Páscoa acontece no dia 17 de abril

A Páscoa deste ano, que acontecerá no dia 17 de abril, está gerando grandes expectativas entre as pessoas que aproveitam o período para intensificar as vendas ou gerar uma renda extra com os chocolates. Isso porque com a alta dos preços dos ovos de Páscoa de grandes marcas, que em algumas cidades já são vendidos por quase R$ 100, os consumidores devem preferir os produtos artesanais.

Segundo a educadora financeira Alice Soaper, a Páscoa deste ano promete trazer bons resultados para o comércio de doces feitos em casa, o que pode ser uma excelente maneira de fechar o mês com mais dinheiro. “Vale a pena produzir chocolates artesanais, ovos, bombons e presentes em geral nessa época do ano”, afirma a educadora financeira.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Rebeca Ornelas é uma das pessoas que se beneficiam com a data. A jovem trabalha como estagiária de jornalismo e há três anos fatura uma renda extra na Páscoa, vendendo chocolates na loja digital de sua irmã, Victoria. Esse ano, ela pretende obter resultados tão bons quanto os que teve nos anos anteriores.

“É um momento em que todo mundo compra ovo de Páscoa, o mercado está muito aquecido. Apesar de ter muitos concorrentes, tem espaço, porque a demanda é alta. Mas a gente tem que fazer por onde. É importante achar seu ponto forte para se destacar e, consequentemente, atrair mais clientes”, conta Rebeca.

A empreendedora Yasmin Pereira também tem grandes expectativas para a data. Ela é dona de uma pequena loja de doces online que funciona ao longo de todo o ano, mas o aumento expressivo da demanda acontece durante a Páscoa. “É a principal renda do ano”, conta a jovem, que pretende duplicar o total de vendas feito no mesmo período do ano passado.

Para isso, ela diversificou a gama de produtos que oferece. Esse ano, sua loja irá comercializar ovos de colher, barras de brownie e kit confeiteiro, que permite que as crianças montem os seus próprios ovos. Segundo a empreendedora, a demanda por esse item está alta.

Para atender o crescente número de pedidos, Yasmin conta com a ajuda da sua mãe. “Se você tem uma grande produção em épocas comemorativas, é bom ter alguém para ajudar, porque a chance de você fazer tudo sozinha e dar errado é grande. São muitos pedidos e você é só uma. Duas cabeças pensando, ajudando e produzindo é melhor do que uma”, afirma a empreendedora.

A estratégia utilizada por Yasmin é comum nos pequenos negócios de doce, geralmente conduzidos por uma única pessoa, como é o caso da marca de Verônica Dutra de Oliveira. Na Páscoa, porém, ela conta com a ajuda da filha mais velha, da mãe e de uma amiga, que trabalham de forma voluntária.
Mesmo sem ter despesas com a mão de obra, Verônica, assim como as outras empreendedoras, ainda precisa buscar por ingredientes com preços mais baixos para equilibrar o valor das vendas com o custo de produção, que esse ano ficou mais alto devido à inflação e a variação do dólar.

"Estou repassando aos produtos uma parte do alto custo do material, pois vejo que ainda estamos vivendo sob o impacto da pandemia", conta Verônica, que não abre mão da qualidade qualidade da matéria prima.

O cenário econômico tende a levar os produtores a transferir o aumento dos gastos para os chocolates, mas ainda há quem prefira segurar os preços para não perder vendas. "Parte desse aumento acaba ficando por nossa conta, apesar de ter ajustado o valor dos meus produtos, ainda não é o suficiente, mas vamos indo devagar para não assustar o cliente. Temos um pequeno prejuízo, mas, ainda assim, vale a pena", conta Rebeca.

Leia Também

Apesar dos reajustes nos preços dos chocolates artesanais, os produtos ainda são uma opção mais acessível em comparação a algumas das grandes marcas. Nos pequenos negócios, o valor dos ovos de Páscoa de 500 gramas, por exemplo, pode ficar em R$ 65 com recheio. Já no comércio varejista, o item pode passar desse preço.

Os empreendedores, no entanto, não devem definir o valor dos chocolates pensando apenas em deixar os itens mais acessíveis. Antes de estipular por quanto as mercadorias serão vendidas, os comerciantes precisam conhecer seu público-alvo.

Para não sair perdendo, Rebeca e a irmã planejam cada etapa da produção, dica que dá para todos os que desejam investir na área. "A gente consegue comprar os produtos com um preço melhor na internet ou em lojas específicas de doce, mas se você não se planeja para isso, acaba tendo que comprar no mercado de última hora e paga quase o dobro do valor", afirma a empreendedora. Ela também destaca a importância de "pesar tudo para não acabar colocando mais quantidade do que o necessário. Mesmo que seja pouco em cada produto, no final faz diferença".

Alice Soaper complementa esses conselhos. “Para economizar na produção dos chocolates artesanais é importante escolher bem os ingredientes, não desperdiçar na hora do preparo e reaproveitar itens em receitas diferentes, como o recheio dos bombons”, indica a educadora financeira.

Aliada à economia, a qualidade do material de divulgação dos doces é essencial para o sucesso das vendas. "Não adianta você fazer o doce mais gostoso do mundo se a apresentação dele em foto é feia, a luz não é legal, o lugar não é bonito. O segredo é você tirar a foto em um lugar claro. Se não tem uma luz boa, vai para o sol. Na minha opinião, a luz do sol é a melhor de todas, porque deixa o doce bonito”, afirma Yasmin, que também recomenda comprar um fundo para fotos ou usar cartolina e EVA para isso.

A empreendedora ainda completa: "É preciso saber divulgar o seu doce. Por exemplo, se você tem um bom engajamento no Facebook, divulgue seu doce por lá, se for no Instagram, no Whatsapp, a mesma coisa. Saiba usar as redes sociais ao seu favor, pois é lá que as pessoas estão, é lá que você vai alcançar seu público”.

Workshops

Mesmo quem nunca produziu chocolates para a Páscoa pode tentar investir nessa área, pois alguns estabelecimentos gastronômicos oferecem workshops e cursos profissionalizantes que ensinam os alunos a produzir produtos artesanais com chocolate.

“Os workshops, além de capacitarem com técnicas, tendências e gestão do negócio, preparam o profissional para o mercado de trabalho e/ou empreendedorismo imediato em uma área em que o crescimento é constante. Na Páscoa, por exemplo, o aumento de vendas é, a cada ano, avassalador. A maioria das pessoas preferem ovos caseiros pela qualidade e diversidade de sabores exóticos que podem apresentar”, afirma Fhellipe Rodrigues, gerente de produto do Instituto Gourmet.

Segundo Fhellipe, os chocolates refinados, ovos de colher, de brownie, bombons e barras recheadas são os itens que mais serão vendidos neste ano. Além desses produtos, as pequenas empreendedoras que trabalham na área recomendam o investimento em ovos de leite Ninho com Nutella e brigadeiro.

“A Páscoa é uma excelente data para quem deseja receber uma renda extra. O valor pode variar dependendo do volume de produção, produto, precificação e por aí vai, porém, conhecemos casos de alunos que conseguem se antecipar, se organizar e faturar de R$ 5 até R$7 mil nesse período”, comenta o gerente de produto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários