Arrecadação do país bateu recorde, segundo a Receita
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Arrecadação do país bateu recorde, segundo a Receita

A arrecadação federal em fevereiro de 2022 somou R$ 148,664 bilhões, de acordo com dados da Receita Federal. O número registra um avanço de 5,27% em relação ao mesmo mês do ano anterior, já descontada a inflação do período.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira. De acordo com o Fisco, esse é o melhor resultado para o mês desde 2000.

Nos dois primeiros meses deste ano, a arrecadação federal somou R$ 359,6 bilhões, registrando avanço real de 9,85% ante o primeiro bimestre de 2021. Segundo a Receita, o aumento neste período pode ser explicado principalmente pelos recolhimentos de ajuste do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Desde 2021, a arrecadação federal vem batendo recordes e o governo sustenta que esse aumento é estrutural, a despeito da preocupação com que alguns analistas veem esse cenário.

Leia Também

Quer ficar bem informado sobre tudo que acontece na economia do Brasil e do Mundo? Acompanhe o  canal do Brasil Econômico no Telegram

Com esse aumento da arrecadação, o governo está promovendo ajustes em alguns tributos, sobretudo para ajudar na queda da inflação, cujo índice acumulado em 12 meses ultrapassa os dois dígitos.

Na última semana, o governo zerou, até o fim deste ano, o imposto de importação sobre o café, a margarina, o queijo, o macarrão, o óleo de soja e o açúcar. Também foi zerado o imposto de importação do etanol, que é misturado na gasolina e também vendido separadamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários