Guedes viaja a Europa para encontros com OCDE e empresários
Edu Andrade/ Ascom ME
Guedes viaja a Europa para encontros com OCDE e empresários

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deixará o país para cumprir agenda internacional entre este sábado (26) e 1º de abril. Guedes participará de eventos em Paris, na França, e em Madri, na Espanha.

Durante o período em que estará fora, o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, assume o seu lugar. O afastamento temporário foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e publicado no Diário Oficial da União.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Em Paris, Guedes participará de uma reunião bilateral com o secretário-geral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Mathias Cormann.

Em janeiro, o Brasil e outros cinco países (Argentina, Peru, Romênia, Bulgária e Croácia)  foram convidados a entrar no grupo.  Todos eles concorrem a uma vaga.

Na ocasião, a OCDE informou que fará uma avaliação rigorosa e aprofundada do alinhamento desses países às normas, políticas e práticas do órgão.

Leia Também

Normalmente, o processo de entrada no grupo dura de três a cinco anos,  mas o Brasil quer acelerar esse processo.

Para isso, o governo anunciou no último dia 15 um decreto  que zera o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF) .

Ainda na França, o ministro participa de um evento organizado pela Embaixada do Brasil em Paris com empresários locais e de uma entrevista coletiva para a imprensa internacional.

Depois, segue para Madri, onde fará parte de uma entrevista no seminário "Desafíos y Oportunidades en América Latin", na Universidad Internacional de La Rioja.

Ele também participará de um debate com autoridades governamentais em um fórum organizado pela Fundação Internacional para a Liberdade, além de reuniões bilaterais com representantes da imprensa e empresários espanhóis.

Paulo Guedes irá acompanhado do secretario-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários