Bolsa de Valores de Moscou segue fechada até dia 18 de março
Luiza Eiterer
Bolsa de Valores de Moscou segue fechada até dia 18 de março

O mercado de ações da Bolsa de Moscou permanecerá fechado até pelo menos 18 de março, estendendo um fechamento recorde destinado a proteger os investidores domésticos do impacto das duras sanções sobre o país após a invasão da Ucrânia.

O Banco Central russo anunciou a decisão em seu site neste sábado e disse que uma decisão sobre se as negociações serão retomadas a partir de 21 de março será anunciada mais tarde. A negociação de ações foi interrompida desde 25 de fevereiro.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Os investidores locais estão se preparando para uma liquidação à medida que os investidores reagem a uma série de novas medidas nas últimas duas semanas, incluindo proibições de importação de petróleo russo pelos EUA e Reino Unido.

Embora a Rússia tenha prometido sustentar seu mercado de ações em até US$ 10 bilhões quando reabrir, os estrategistas esperam que as ações locais possam cair até 50%, já que as sanções internacionais atingem tudo, desde a capacidade da Rússia de acessar reservas estrangeiras até o sistema de mensagens bancárias Swift.

Leia Também

Rublo despenca desde a invasão

O rublo encerrou uma terceira semana de fortes perdas ante o dólar, com o Banco Central restringindo ainda mais o acesso à moeda estrangeira. Ao final de sexta-feira, um dólar equivalia a 114,2525 rublos.

O rublo perdeu um terço de seu valor nas Bolsa de Moscou desde o início da invasão. As negociações com a moeda seguem ocorrendo. Na semana, caiu 8,1%, tendo perdido mais de 32% de seu valor nas últimas três semanas.

*Com agências internacionais

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários