Programador conseguiu emprego
shutterstock
Programador conseguiu emprego

O programador Lucas Nolêto, que invadiu o site de um shopping em Pernambuco para divulgar seu currículo em busca de uma oportunidade de emprego, contou ter recebido "milhares de propostas" ao longo da última semana. Entre elas, estava o convite para uma entrevista feito por uma empresa de tecnologia no mesmo dia da divulgação de seus dados. O que pesou na decisão dele pela vaga foi o investimento que a organização faz nos funcionários, como por meio de eventos de inteligência emocional, por exemplo. Lucas disse que não viu algo igual "em nenhuma outra".

"Me senti como se estivesse em um sonho mesmo. Não estava conseguindo dormir direito nos dois primeiros dias. Até achei que eu estivesse com algum problema psicológico e estava tendo alucinação mesmo, até parava na cama e pensava: 'Será que se eu dormir amanhã vou saber que é só um sonho?'", disse Lucas.

No site de um shopping em Petrolina, a 710 quilômetros de Recife, o rapaz havia divulgado que não pretendia causar mal algum com aquela conduta, explicando que aquela foi a saída que encontrou para tentar conquistar uma vaga de emprego.

"Por favor, leiam meu currículo até o final! Estou desempregado, minha mãe é uma senhora e não temos renda no momento além dos problema de saúde dela! Essa foi uma maneira que encontrei de ser criativo e quem sabe conseguir emprego ou algo do tipo! Estou tentando só!", dizia o texto. "Obs: Nada do servidor foi deletado, copiado ou alterado! Não tenho interesse nisso! Sou totalmente do bem! Não tenho nenhum interesse financeiro, nenhum mesmo!!! Pelo contrário: preparei um relatório completo de como o pessoal da T.I pode fechar a brecha de segurança que permite entrar no servidor que hospeda o site do River Shopping e se quiserem posso ajudá-los nessa tarefa de forma totalmente gratuita e muito amiga! <3".

Leia Também

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Sobre o novo empregador, ele afirmou que a recomendação passada foi de não revelar o nome da empresa "por motivos claros de segurança", mas o chefe de Lucas aceitou falar um pouco sobre como foi o processo de contratação.

"Um amigo soube e me passou o print do ocorrido. Mandei um e-mail no mesmo instante para ele solicitando uma entrevista, e foi contratado no mesmo dia", afirmou, descrevendo o programador como um "menino incrível". "Infelizmente faltava-lhe oportunidade", disse.

O caso de Lucas, que deixou à mostra seu contato, foto, formação e experiência profissional, repercutiu nas redes sociais, com internautas torcendo para que ele conseguisse um emprego. Procurado pelo GLOBO, o shopping cujo site foi invadido não se pronunciou sobre o episódio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários