Vítimas das chuvas em Minas e no Espírito Santo podem sacar FGTS
Guito Moreto / Agência O Globo
Vítimas das chuvas em Minas e no Espírito Santo podem sacar FGTS

Os trabalhadores que possuem dinheiro em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e que foram afetados pelas fortes chuvas que atingiram Betim, Rio Piracicaba e Santa Luzia, em Minas Gerais, e também São José do Calçado, no Espírito Santo, podem pedir a liberação do valor a que têm direito a partir desta sexta-feira (4).

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Os moradores das áreas devidamente identificadas pelas Defesas Civis nas três cidades mineiras têm até o dia 14 de abril para requerer o saque da quantia a que fazem jus. Já quem vive no município capixaba pode solicitar o Saque Calamidade até 26 de abril.

O Saque Calamidade do FGTS permite ao trabalhador que tem conta vinculada ao FGTS retirar parte ou todo o dinheiro disponível para fazer frente a despesas urgentes e/ou graves resultantes de desastres naturais.

Para ter direito à modalidade de saque, é preciso que o interessado more em uma área onde o governo estadual, distrital ou municipal tenha decretado situação de emergência ou estado de calamidade pública, reconhecidos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

Leia Também

São considerados desastres naturais os desastres decorrentes do rompimento ou colapso de barragens; enchentes ou inundações graduais; enxurradas ou inundações bruscas; alagamentos; inundações resultantes de ressacas marítimas; vendavais ou tempestades; ciclones extratropicais; furações; tufões; tornados; trombas d´água e a precipitação de granizos.

Cada trabalhador que tenha saldo disponível em conta pode sacar até R$ 6.220,00, desde que não tenha feito outras retiradas de valores pelo mesmo motivo, nos últimos 12 meses.

O Saque Calamidade pode ser solicitado por meio de aplicativo do FGTS que o banco disponibiliza na internet. Para mais informações, os trabalhadores podem entrar em contato com a Caixa pelo Fale Conosco 0800 726 0207.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários