Embraer fabrica modelos de aviões para empresas aéreas russas
Guilherme Dotto
Embraer fabrica modelos de aviões para empresas aéreas russas

A Embraer anunciou, nesta quinta-feira (3), a suspensão no fornecimento de peças e assistência mecânica e técnica para clientes russos. A medida é uma resposta aos ataques feitos pelo governo Vladimir Putin à Ucrânia.

Em comunicado, a fabricante de aviões brasileira afirmou que seguirá as sanções internacionais impostas por empresas e países e ressaltou o monitoramento da situação. A Embraer informou ainda que parte da Ucrânia também deverá ser afetada com a decisão.

Entretanto, ainda não há detalhes de como será feita a suspensão. A empresa S7 Airlines, a segunda maior da Rússia, deverá ser a mais afetada. A companhia possui 17 aviões da empresa brasileira em sua frota.

Quer ficar bem informado sobre tudo que acontece na economia do Brasil e do Mundo? Acompanhe o  canal do Brasil Econômico no Telegram

Nos últimos dias, empresas ligadas a aviação já impuseram sanções a Rússia, em resposta aos ataques militares na Ucrânia. Agências reguladoras dos Estados Unidos e de países europeus proibiram empresas russas de sobrevoarem seus espaços aéreos.

Além disso, a AeroCap, maior empresa de leasing aeronáutico, determinou a devolução de aeronaves em poder da Aeroflot. Boeing e Airbus também suspenderam as operações na Rússia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários