Rede Globo
[email protected] (O Dia)
Rede Globo

A Justiça do Rio de Janeiro concedeu ao grupo Globo o direito debloquear R$ 318.600,40 transferidos por engano por um funcionário do grupo, informa a Folha de São Paulo. 

Marcos Antônio Rodrigues dos Santos, de 54 anos, é advogado trabalhista e recebeu o montante "sem querer". Ele afirma não ter se negado a devolver, nem sequer usou o valor, como alegava a empresa no pedido enviado à Justiça. 

Ele havia se comprometido em devolver o dinheiro em 21 de janeiro, no entanto, a empresa acionou a 3ª Vara Cível no dia 11.

"No dia 30 de dezembro, uma pessoa que eu não conheço me procurou por WhatsApp e disse o que tinha acontecido. Expliquei a ela que estava de férias e sem o token [código de acesso para verificar processos], mas que eu tinha visto meu extrato e tinha mesmo dois depósitos da empresa", conta Santos à Folha. 

Leia Também

Ele diz já ter advogado para a empresa em diversas ocasiões, e recebe honorários desde março de 2021. 

Na segunda-feira (21), o juiz Luiz Felipe Negrão, da 3ª Vara Cível Regional da Barra da Tijuca, concedeu tutela de emergência (decisão provisória urgente) e determinou o bloqueio do dinheiro. O termo jurídico para a medida é arresto. Santos diz que o dinheiro já foi devolvido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários