Cidade onde irmão de Bolsonaro atua recebe verbas do orçamento secreto
Reprodução/Facebook
Cidade onde irmão de Bolsonaro atua recebe verbas do orçamento secreto

O munícipio de Miracatu, no interior de São Paulo, onde o irmão do presidente Jair Bolsonaro (PL), Renato Bolsonaro (PL), é chefe do gabinete do prefeito, recebeu verbas do  orçamento secreto, segundo uma reportagem do jornal O Globo.  A cidade, de 20 mil habitantes, é comandada por Vinícius Brandão (PL) e recebeu R$ 35 milhões em verbas da União. Desse total, pelo menos R$ 10 milhões seriam provenientes das emendas de relator.

A soma foi empenhada (reservada para gasto) entre os dias 17 e 30 de dezembro por meio dos ministérios do Desenvolvimento Regional, Agricultura, Cidadania e Turismo. Documentos obtidos pela reportagem revelam que o dinheiro deverá ser usado para a compra de tratores, manutenção de estradas vicinais, melhorias na drenagem das ruas, bem como em outras obras do centro de eventos da cidade.

De acordo com a apuração do O Globo,  a atuação de Renato Bolsonaro foi determinante para que pelo menos uma parte dos empenhos saísse. Os recursos oriundos do Ministério da Cidadania, por exemplo, só foram reservados depois que o irmão do presidente tratou do assunto diretamente com o titular da pasta, ministro João Roma.

Além dos R$ 35 milhões empenhados no final do ano passado, Miracatu também recebeu dinheiro de emendas parlamentares. Uma delas partiu do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), sobrinho de Renato. Em dezembro, o chefe do gabinete do prefeito celebrou a chegada de uma retroescavadeira comprada por meio dos recursos destinados pelo sorinho.

"Miracatu hoje recebeu uma escavadeira, adquirida através de emenda parlamentar do Deputado Federal Eduardo Bolsonaro, equipamento que será muito útil em diversas necessidades que nosso município precisa , a população agradece ao deputado Eduardo Bolsonaro , ao prefeito Vinícius e todos os funcionários municipais que se dedicaram para esta conquista", publicou nas redes sociais.

Renato Bolsonaro tem uma relação estreita com o irmão Jair. Há dois meses, ele publicou uma foto ao lado do presidente, comemorando a filiação dele ao PL. Uma semana antes, postou outra imagem ao lado de Bolsonaro e disse que estava “buscando apoio ao desenvolvimento de Miracatu”. 

Leia Também


Prefeitos de cidades vizinhas reclamam

Prefeitos de cidades vizinhas a Miracatu reclamaram ao jornal O Globo  por não receber a mesma atenção do governo federal.

"A gente tem os recursos federais, mas são aqueles de repasses obrigatórios. Eu gostaria muito de ter um recurso desses chegando para o município. Apanhei muito dos militantes de Bolsonaro quando ele veio aqui na minha cidade comer pastel. Eu queria mostrar para ele os problemas do município, cobrar recursos, mas ele comeu pastel e foi embora", se queixou o prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício (PSDB).

Procurados pelo jornal, a prefeitura de Miracatu e Renato Bolsonaro não comentaram o assunto. O iG também tentou contato com o gabinete da administração pública, mas sem sucesso. 

O Ministério do Turismo informou ao O Globo que a verba destinada ao município vem de "recursos de programação do órgão" para a "melhoria da infraestrutura turística". Já o Incra, vinculado ao Ministério da Agricultura, afirmou que os procedimentos “seguiram todos os normativos técnicos e legais, e de forma transparente”. Cidadania e Desenvolvimento Regional não se pronunciaram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários