KFC se defende após caso de barata em lanche
shutterstock
KFC se defende após caso de barata em lanche

Depois de um  consumidor ter encontrado uma barata inteira em um lanche da rede de fast-food KFC, a marca divulgou um comunicado nesta quinta-feira (30) afirmando que auditorias foram realizadas e convidando clientes de todo o Brasil para visitarem suas cozinhas.

O caso aconteceu na última segunda-feira (27), quando um homem alega que encontrou uma barata dentro de um sanduíche comprado no KFC do Shopping Iguatemi de Porto Alegre.

De acordo com o KFC, duas auditorias, um interna e outra externa, foram realizadas na unidade na quarta-feira (29), depois do ocorrido. "A NSF Internacional, organização independente com mais de 77 anos de mercado, realizou nova auditoria de Food safety e constatou novamente que nada fora do padrão foi identificado. Na auditoria não houve indício de presença de pragas", diz o comunicado. "A marca convida a todos para visitarem as cozinhas dos mais de 125 restaurantes espalhados por todo o País", continua o texto.

Ainda segundo a empresa, todos os restaurantes passam por auditorias frequentes. No caso da unidade de Porto Alegre, a última fiscalização havia sido feita no dia 10 de dezembro, e a última dedetização no dia 22 de dezembro. "Em 29 anos de atuação no Brasil, com 37.000 pedidos/dia (+ de 1.1MM/mês), esta foi a primeira reclamação do tipo registrada em uma de nossas unidades", afirma a empresa.

Leia Também

Leia Também

Barata no lanche

Ao portal iG, o servidor público do Judiciário Federal de 54 anos, Carlo Felipe Sardi, alega ter encontrado uma barata inteira enquanto comia um lanche do KFC. "Fiquei sem reação. Isso é o tipo de coisa que só se vê acontecer com outras pessoas, na televisão. Ninguém prepara você para um momento desses", relata.

De acordo com o cliente, ele teve seu dinheiro devolvido no balcão da loja. Posteriormente, a marca entrou em contato com ele para oferecer uma visita à cozinha da loja. Ele afirma, porém, que a empresa não ofereceu apoio neste momento. "Antes de perguntarem por mim, como eu estava, se precisava de alguma coisa, correram para dizer que era praticamente impossível ter ocorrido o que ocorreu, pois eles seguem todos os protocolos de higiene exigidos por lei", afirma.

Segundo o KFC, a empresa "tentou, sem sucesso, diversos contatos após suas postagens nas redes sociais". "Estamos empenhados e somos os principais interessados em esclarecer os fatos. A marca reforça ainda que segue à disposição do consumidor", diz o comunicado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários