Aviso: esta matéria contém imagens que podem ser consideradas fortes.

Um homem encontrou uma barata em um lanche do KFC na última segunda-feira (27), enquanto almoçava em um shopping em Porto Alegre com a sobrinha.

Carlo Felipe Sardi, servidor público do Judiciário Federal de 54 anos, conta que foi ao restaurante pela primeira vez e pediu sugestão do balconista para decidir o que pediria: lanche com batata frita.

Na metade do lanche, ele mordeu algo e sentiu um pedaço cair. O que ele pensou que era frango se tratava, na verdade, de uma barata inteira. "Ao constatar que era uma barata, incrédulo, ainda mastigava o sanduíche bestificado. Fiquei sem reação. Isso é o tipo de coisa que só se vê acontecer com outras pessoas, na televisão. Ninguém prepara você para um momento desses", conta Carlo ao iG.

O cliente conta que ele e a sobrinha ficaram "em choque olhando aquilo" por um tempo. Depois, Carlo foi falar com o gerente e a sobrinha, Júlia, tirou fotos da barata para publicar nas redes sociais. Veja:

Barata foi encontrada em lanche do KFC
Reprodução/Twitter
Barata foi encontrada em lanche do KFC

Ao reclamar com o gerente, Carlo conta que teve seu dinheiro devolvido, depois do funcionário, também incrédulo, ter ficado calado por um tempo.

Leia Também

Leia Também

Para Carlo, a sensação de ter mordido uma barata demorou a passar. "Ao voltar para casa é que comecei a processar o ocorrido. Imediatamente fui ao banheiro escovar os dentes. Escovei por uns três minutos. Usei enxaguante bucal. Escovei novamente. Não conseguia comer nada. Não conseguia enxergar comida. Eu não queria engolir minha saliva: a segurava na boca e ia cuspir na pia, como se engoli-la pudesse levar algo muito sujo para dentro", lembra.

Na terça-feira (28), Carlo conta que teve diarréia, cólica intestinal e azia. Ele chegou a passar com médicos, tomar remédios e soro. "Após longa conversa com o médico, consegui voltar a comer", afirma.

KFC se posiciona

Nesta quarta-feira (29), o KFC enviou uma nota à reportagem afirmando que acionou o cliente quando soube do ocorrido. Carlo conta que a rede ofereceu uma visita para conhecer suas operações e um balde de frango frito de cortesia. De acordo com o KFC, a visita de fato foi oferecida, mas o balde de frango, não. A empresa ainda afirma que se ofereceu para ajudar o cliente no que fosse necessário.

"Por mim, podem fazer o que quiserem. Uma empresa que acha que pode resolver uma queixa de alimento te ofertando mais alimentos, como se estivesse tratando de um assunto corriqueiro, não merece o mínimo respeito. Antes de perguntarem por mim, como eu estava, se precisava de alguma coisa, correram para dizer que era praticamente impossível ter ocorrido o que ocorreu, pois eles seguem todos os protocolos de higiene exigidos por lei", conta Carlo, que afirma que ainda não pensou sobre um possível processo contra a empresa. Neste tipo de caso, é possível pedir indenização por danos morais.

Em nota, o KFC acrescentou que enviou duas auditorias para a unidade da rede de fast food em questão, que fica no shopping Iguatemi Porto Alegre.

"O KFC Brasil reforça que segue rigorosamente todos as recomendações da vigilância sanitária e demais órgãos competentes e está empenhado em apurar os fatos. A marca esclarece que logo que tomou conhecimento do caso acionou imediatamente a cliente. O KFC Brasil destaca que já acionou os protocolos de verificação para a loja KFC Iguatemi Porto Alegre para apuração do ocorrido. Todos os restaurantes da marca passam por auditorias constantes, sendo a última realizada na unidade em questão, na data de 10/12. Uma nova auditoria interna e outra, independente, serão realizadas na tarde de hoje, 29/12. Por fim, a marca reafirma o compromisso com a qualidade dos seus produtos e com a segurança dos processos de qualidade", disse a empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários