Senadora Rose de Freitas
Geraldo Magela/Agência Senado
Senadora Rose de Freitas

A presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senadora Rose de Freitas (MDB-ES) disse que ainda existem 11 pontos em aberto no Orçamento de 2022. A votação foi adiada após impasses impossibilitarem acordo no texto, mas ela disse que é "impossível" adiar a votação para 2022. 

A declaração sobre os impasses se deu após reunião com integrantes do Ministério da Economia. Questionada sobre possível solução apontada pelo governo, a senadora criticou a omissão da pasta. "Eles jogam esse impasse para o Congresso, mas esse impasse também é deles."

Entre as indefinições estão o fundo eleitoral, que deve ser de R$ 5,1 bilhões, e o reajuste para policiais federais. 

O segundo ponto, caro ao presidente Jair Bolsonaro, foi retirado do texto antes da votação pelo relator Hugo Leal. Depois disso, Bolsonaro  telefonou para Leal para pressionar o congressista a incluir o reajuste de policiais federais no texto.

Também presente na reunião, o relator-geral do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), se limitou a dizer que os impasses só estarão resolvidos quando o texto for de fato votado, informa a agência Estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários