Washington Costa/ASCOM ME
"Brasil é hoje prisioneiro de uma armadilha de crescimento zero", diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (7) que o Brasil é prisioneiro de uma "armadilha de crescimento zero", em razão de políticas econônicas que deram errado no passado. "O Brasil foi desindustrializado ao longo dos últimos 20, 30 anos. É uma longa história de um modelo que deu errado e foi aterrissando até parar", avaliou o ministro em um encontro com empresários promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

No evento, que também contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro (PL), Guedes voltou a defender uma maior abertura da economia. "Vamos abrir a economia brasileira. A economia de mercado é um algoritmo de decisão econômica descentralizada. E é disso que nós estamos precisando no Brasil. Quem estagnou o Brasil foram os que previram o nosso fracasso, errando sucessivamente", disse o ministro.

Paulo Guedes ainda comentou sobre a agenda de reformas do seu Ministério, uma das grandes promessas do governo durante a campanha eleitoral. "Nós começamos exatamente com uma agenda de reformas, vencendo o ceticismo dos oposicionistas", começou ele. "As reformas estão lá [no Congresso Nacional]. Quem pede a reforma administrativa, tributária… está tudo lá, é só aprovar".

“Quando eu olho para o futuro, eu não consigo ver o Brasil não crescer. Agora, evidentemente, há dificuldades pela frente. Se, às vezes, parece que somos ufanistas, que somos irreais, não é isso. É porque temos que resistir aos perdedores das eleições anteriores, que geriram o Brasil por 30 anos e atolaram o Brasil num crescimento zero", alfinetou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários