Após greve, pastor Valdemiro ameaça retaliação contra funcionários
Reprodução/Youtube
Após greve, pastor Valdemiro ameaça retaliação contra funcionários

Funcionários da Igreja Mundial do Poder de Deus, do pastor Valdemiro Santigo, decretaram greve no dia 10 de novembro . Para driblar a falta de funcionários, ele está contratando funcionários terceirizados, informa a coluna do Ricardo Feltrin. 

A greve está prevista para acabar no dia 19. Os empregados se queixam por atraso nos salários e vale alimentação. A paralisação já foi julgada pela Justiça Trabalhista, mas pode acabar em demissão de funcionários.

Para conseguir pagar o corpo de empregados até o dia 20, Valdemiro cedeu um imóvel de R$ 24 milhões como garantia. 

"Um time de futebol atrasa salários por seis meses e não acontece isso (a greve)", pregou Valdemiro no púlpito. "Na igreja, se atrasar três, quatro, cinco dias, acontece isso (a greve). E xingam, e ofendem a nossa honra, e a da nossa família", afirmou o religioso.

"Tô muito chateado com tudo isso. Infelizmente a gente que emprega milhares de trabalhadores, a gente vai ter que comunicar ao Ministério do Trabalho: acabou. Não vamos contratar mais ninguém. A gente é de carne e osso. Durante a pandemia a gente fez de tudo para não repetir o que outras empresas fizeram (redução salarial). Então, o que a gente vai fazer? A gente vai terceirizar; vamos contratar uma empresa pra cuidar do trabalho da igreja", disse Valdemiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários