Ministro Paulo Guedes foi, neste domingo (14), com Presidente Jair Bolsonaro, ao Dubai Air Show
Reprodução Twitter
Ministro Paulo Guedes foi, neste domingo (14), com Presidente Jair Bolsonaro, ao Dubai Air Show

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse neste domingo (14) que poucas estatais do governo dão lucro, sendo que parte desse montante obtido com as empresas "tapa o buraco" das que são deficitárias. Entre as que dão prejuízo, o ministro citou a Valec, empresa estatal de ferrovias ligada ao Ministério da Infraestrutura, e sugeriu o fechamento.

“São quatro ou cinco empresas que geram R$ 28 bilhões de um lado e a gente carrega 150 deficitárias do outro lado, Valec, EBP (Estruturadora Brasileira de Projetos). A EBP fez um trem bala que não existe, a Valec já tinha que ter fechado, centro de corrupção”, disse o ministro, em conversa com jornalistas.

A Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S/A é uma empresa pública, sob a forma de sociedade por ações, controlada pela União fundada em 1971. Segundo a agência Estado, costumava ser um feudo do PL, partido que o presidente Jair Bolsonaro negocia a filiação.

Durante o governo da ex-presidente Dilma Roussef tanto a presidência da Valec quanto o próprio comando Ministério dos Transportes (hoje Infraestrutura) tiveram que ser trocados diversas vezes por conta de suspeitas de corrupção. Em 2020 a empresa também recebeu denúncias de corrupção, já sob a gestão do ministro Tarcísio de Freitas. 

Leia Também

Segundo Guedes, as estatais deficitárias anulam as lucrativas, já que o lucro obtido é de R$ 28 milhões e o prejuízo de R$ 27 milhões.

Ao ser perguntado sobre a privatização dos Correios, Guedes desconversou. “Está fora do cronograma, mas vamos continuar insistindo”, afirmou. O projeto que permite a privatização da estatal foi aprovado pela Câmara em agosto, mas está sem perspectiva de avançar no Senado.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários