Senador criticou a PEC dos Precatórios
Reprodução: iG Minas Gerais
Senador criticou a PEC dos Precatórios

O senador Renan Calheiros usou as redes sociais neste domingo (14) para criticar a PEC dos Precatórios, que enfrenta resistência no Senado. A medida é vista como crucial pelo governo para conseguir parar o Auxílio Brasil , substituto do Bolsa Família. Segundo Calheiros, o programa é "fake" e serve de pretexto para eliminar o programa criado pelos governos do PT.

"Mentira grossa a história de que a PEC do Calote é para pagar auxílio emergencial. Nunca houve problema para ele ser pago com crédito extraordinário, fora do teto. É pretexto para eliminar o Bolsa Família e improvisar um programa fake que joga milhões de famílias na incerteza", criticou o senador. 

Pouco depois ele apagou a publicação e reescreveu adicionando que a PEC era pretexto para ampliar o "orçamento secreto" .


Leia Também

A Caixa Econômica Federal depositou a última parcela do auxílio emergencial em outubro, com isso, só sobrou o Bolsa Família. No entanto, o programa emergencial contemplava 38 milhões de pessoas, o Bolsa Família apenas 17 milhões, sendo assim, 21 milhões "ficarão na incerteza", nas palavras de Calheiros.

A "PEC do Calote", ou PEC dos Precatórios, está na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, onde o líder do governo, Fernando Bezerra, será o relator. A ideia é pautar a proposta no dia 24 de novembro para permitir o Auxílio Brasil de R$ 400 ainda este ano. 

A proposta, no entanto, não é bem vista pelos senadores, que já indicaram que podem fazer alterações no texto, o que faria que ele voltasse para apreciação da Câmara e atrasaria ainda mais a sanção presidencial. 

Segundo o presidente do Senado, um dos pontos sensíveis do texto é o que muda a forma como o teto de gastos é calculado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários