Motoristas foram à Argentina abastecer com 50% do valor de postos brasileiros
Reprodução/RPC
Motoristas foram à Argentina abastecer com 50% do valor de postos brasileiros

A Argentina limitou a venda de gasolina para consumidores brasileiros, dias após serem vistas filas em postos de combustíveis em Puero Iguazú, perto da divisa entre os dois países, na fronteira com o Paraná . A partir de agora, os brasileiros só podem comprar 15 litros por veículo no país vizinho.

A decisão afeta também os paraguaios e foi tomada por empresários e donos de postos de combustíveis na Argentina, onde o valor médio do litro da gasolina é de R$ 3,15. No Brasil, segundo o mais recente balanço da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o litro chega a passar os R$ 7 em alguns locais. A média se aproxima do dobro do valor argentino.

Com o limite de venda de gasolina, os argentinos querem inibir a procura de brasileiros por combustível fora do próprio país, buscando evitar o desabastecimento para a população local.

De acordo com a imprensa argentina, outras cidades que ficam próximas à fronteira com o Brasil também tiveram registros de filas em postos de combustíveis recentemente, justamente por causa dos brasileiros em busca de menores preços.

Se no Brasil o preço do combustível varia de acordo com a variação internacional do petróleo - assim como no Paraguai -, na Argentina o preço está congelado pelo governo de Alberto Fernández, o que justifica a diferença expressiva de preço.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários