Decisão atende pedido do Ministério da Infraestrutura
Reprodução: iG Minas Gerais
Decisão atende pedido do Ministério da Infraestrutura

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, derrubou, nesta quarta-feira (03), uma liminar que liberava a interdição de rodovias em meio à greve dos caminhoneiros. A decisão atende a um pedido do Ministério da Infraestrutura, que tenta minar a paralisação. 

Na terça-feira (03), a desembargadora Ângela Catrão, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), deferiu uma liminar que suspendia a proibição imposta por juízes e liberava o bloqueio de pistas. O acórdão foi divulgado após um pedido da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava). 

A greve dos caminhoneiros começou na última segunda-feira (01), mas não deve a adesão esperada por lideranças do movimento. A categoria pede o fim da política de preços da Petrobras, responsável pelo forte reajuste nos valores dos combustíveis neste ano. 

O Ministério da Infraestrutura entrou na Justiça para impedir o bloqueio de rodovias federais e minar a tentativa de paralisação da categoria.  A medida foi acatada por 20 estados.

Caso alguma rodovia seja bloqueada, a multa para os caminhoneiros poderá chegar a R$ 1 milhão. A decisão do STF também servirá como base para outras decisões de instâncias inferiores. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários