Em meio à alta dos combustíveis, governo nomeia secretário de Petróleo e Gás
Divulgação
Em meio à alta dos combustíveis, governo nomeia secretário de Petróleo e Gás

Em meio à alta dos combustíveis, o governo federal nomeou, nesta sexta-feira (29), o geólogo Rafael Bastos da Silva como o novo secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia. Bastos da Silva já servia à pasta desde 2020, como diretor do departamento de Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural.

O geólogo assume o cargo antes ocupado por José Mauro Ferreira Coelho. Coelho pediu demissão na semana passada, no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou um 'auxílio diesel' de R$ 400 para caminhoneiros autônomos . Apesar da coincidência de datas, o Ministério de Minas e Energia nega que a demissão tenha sido por esse motivo e diz que o antigo secretário deverá assumir "novos desafios na iniciativa privada brasileira".

Outras nomeações

Além do Ministério de Minas e Energia, o Ministério da Economia também  trouxe novos nomes para a sua equipe nesta sexta. No último dia 21, quatro secretários da pasta pediram exoneração de seus cargos , após o ministro da Economia, Paulo Guedes, pedir 'licença' para furar o teto de gastos com o Auxílio Brasil . Veja o que mudou:

  • o secretário de Tesouro e Orçamento Bruno Funchal foi substituído por Esteves Pedro Colnago Júnior;
  • o secretário do Tesouro Nacional Jeferson Bittencourt foi substituído por Paulo Fontoura Valle;
  • a secretária-especial adjunta de Tesouro e Orçamento Gildenora Dantas foi substituída por Júlio Alexandre Menezes da Silva;
  • o secretário-adjunto do Tesouro Nacional Rafael Araujo foi exonerado, mas seu substituto não foi nomeado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários