Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)
Divulgação/Agência Senado/Edilson Rodrigues
Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, foi o único a votar contra o projeto que cria o vale-gás . O placar terminou 76 votos a favor e 1 voto contrário, de Bezerra. Segundo ele, o valor estará incluído no  Auxílio Brasil.

“Já estamos resolvendo isso dentro do novo Auxílio Brasil!”, justificou Bezerra Coelho, em referência ao programa que o governo tenta com dificuldades tirar do papel para suceder o Bolsa Família.

Segundo a revista Veja, um senador, em tom de brincadeira, comentou que ele quer tanto ir para o TCU que deve estar querendo antecipar seus votos fiscalistas.

Vale-gás

A proposta prevê que o governo federal transfira diretamente para as famílias um valor que varia entre 50% e 100% do preço do botijão, dependendo da renda e região do país.

Leia Também

O relator da matéria, senador Marcelo Castro (MDB-PI), fez modificações na proposta aprovada pela Câmara dos Deputados. A principal delas é a fonte de custeio do benefício.

Ele excluiu do texto a cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o próprio gás, atualmente zerada. Dessa forma, o novo programa deverá ser financiado por dividendos da Petrobras à União, bônus de assinatura de leilões, royalties e participações especiais da exploração de petróleo.

Como o projeto foi modificado, o texto deverá retonar à Câmara para uma nova votação. Em seguida, a proposta irá para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários