WhatsApp ser condenado a pagar indenização
Unsplash/AARN GIRI
WhatsApp ser condenado a pagar indenização

queda do WhatsApp, que já deixa o aplicativo fora do ar há mais de seis horas, pode ser motivo de indenização aos usuários prejudicados, sobretudo para quem utiliza a plataforma para fins profissionais.

"Há muito tempo, o WhatsApp deixou de ser uma simples ferramenta de comunicação e passou a ser um serviço, com remuneração indireta, colocado no mercado de consumo. Pessoas e empresas que utilizam a plataforma como instrumento de trabalho ficaram impedidas de realizar suas atividades e podem ter tido prejuízos financeiros em razão disso. Se comprovados, o Judiciário pode condenar a empresa em indenizar os usuários", explica Marco Antonio Araujo Junior, advogado especialista em Direito do Consumidor na Era Digital.

De acordo com ele, o serviço prestado pelo WhatsApp se enquadra no conceito de serviços do Código de Defesa do Consumidor. Diante disso, havendo falhas na prestação, a empresa pode ser condenada a indenizar os prejuízos causados aos usuários.

Para que haja esse tipo de condenação, porém, Marco Antonio explica que é necessário que os prejuízos sejam comprovados. Quem utiliza o WhatsApp para fins profissionais, como pequenos empreendedores, deverão demonstrar que negócios deixaram de ser realizados durante a queda do serviço e que prejuízos financeiros foram ocasionados pela falha.

O Facebook confirmou  que o WhatsApp, assim como Instagram e o próprio Facebook, estão fora do ar. O motivo da falha ainda naõ foi divulgado, mas os  três aplicativos estão começando a voltar lentamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários