Contas públicas tem déficit de quase R$ 10 bilhões em agosto
Reprodução: iG Minas Gerais
Contas públicas tem déficit de quase R$ 10 bilhões em agosto

As contas do governo registraram um déficit primário de R$ 9,88 bilhões em agosto, de acordo com dados fornecidos pela Secretaria do Tesouro Nacional nesta terça-feira (28). No mesmo período, em 2020, o resultado negativo para o mês chegou a R$ 96,07 bilhões, devido aos gastos extras para combater a pandemia e suas consequências sobre a economia.

Quando os gastos do governo superam os ganhos com tributos e impostos, configura-se o déficit primário. As despesas com o pagamento de juros da dívida pública não entram nessa conta. Quando o que é recebido supera as despesas, o resultado é de superávit.

Acumulado do ano

Até o momento, o saldo negativo acumulado das contas públicas em 2021 é de R$ 83,3 bilhões, segundo o Tesouro. No comparativo com o mesmo intervalo do ano passado, o déficit chegava a R$ 601,3 bilhões, valor atingido por conta dos gastos de combate à pandemia.

O melhor resultado de 2021 pode ser explicado, de acordo com o Tesouro, "pela evolução da arrecadação, e pela focalização dos gastos em resposta à crise da Covid". "O resultado de agosto comprova a tendência de melhora consistente nos indicadores fiscais", afirmou a secretaria.

Conforme dados fornecidos pelo Tesouro Nacional, o resultado das contas do governo melhorou na comparação anual porque, no acumulado até agosto, os ganhos registraram aumento de 28,4% (+R$ 224,6 bilhões) e a despesa caiu 24,4% (-R$ 354,6 bilhões).

A queda na despesa é justificada pela redução no volume dos créditos extraordinários (-R$ 239,2 bilhões), no apoio financeiro aos estados e municípios (-R$ 60,7 bilhões) e subsídios e subvenções (-R$20,8 bilhões), todos associados ao enfrentamento da pandemia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários