Vagas na pasta são temporárias e edital deve ser publicado em seis meses
Divulgação
Vagas na pasta são temporárias e edital deve ser publicado em seis meses

O Ministério da Economia vai contratar 300 profissionais em caráter temporário. Segundo a Portaria 10.351 — publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27) —, eles vão trabalhar na centralização dos serviços de inativos e pensionistas da administração direta e das autarquias e fundações federais.

Além disso, os profissionais vão trabalhar nos processos de compensação entre os regimes de Previdência e nas atividades de natureza administrativa do Departamento de Centralização de Inativos, Pensionistas e Órgãos Extintos (Decipex), do Ministério da Economia.

O processo seletivo será simplificado. O prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será de até seis meses.

Os valores das remunerações e os benefícios ainda não foram informados. Tampouco a carga horária de trabalho para cada função e o tempo de duração dos contratos. Já foi divulgada, no entanto, a distribuição das vagas de acordo com os cargos previstos:

  • Analista de negócio (nível superior) - 40 vagas
  • Analista técnico de demandas previdenciárias, judiciais e de controle (nível superior) - 145 vagas
  • Técnico em atividades previdenciárias e de apoio (nível médio) - 115 vagas

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários