Competidoras querem ver quem faz o delivery mais rápido
Sophia Bernardes
Competidoras querem ver quem faz o delivery mais rápido

Não basta mais vender pela internet. Com a alta das vendas on-line na pandemia, gigantes do comércio eletrônico, como Magazine Luiza, Amazon e Americanas, iniciaram uma verdadeira guerra pela entrega ultrarrápida. A disputa, agora, é medida em horas, ou até minutos.

A estratégia envolve aquisição de empresas de logística e novos centros de distribuição. A meta do Magalu é fazer entregas em até uma hora em todas as capitais do país para produtos de até 15 quilos. A Americanas quer reduzir o prazo para 30 minutos em 2021

E a Amazon implementou a entrega gratuita em um dia útil em mais de 50 cidades do país na semana passada. A disputa também chegou ao peixe fresco vendido na web e atrai para o ramo do comércio eletrônico start-ups que prometem entregas em 15 minutos.

Magazine Luiza (MGLU3) comunicou a sua mais nova aquisição, a compra da plataforma de entregas veloz Sode , que já prestava serviço para a varejista. A companhia está presente em 8 estados do Brasil, com mais de 1.000 entregadores ativos. Atualmente, desempenham em torno de 2 milhões entregas por ano.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários