Gisele Bündchen
Reprodução
Gisele Bündchen

Depois da cantora Anitta passar a integrar o conselho de administração do Nubank , as empresas estão olhando com outros olhos para as celebridades. A modelo Gisele Bündchen, conhecida internacionalmente por seu ativismo ambiental, tornou-se acionista da Ambipar, empresa brasileira de serviços ambientais que abriu capital no ano passado. A informação foi divulgada pela empresa nesta terça-feira.

A companhia não revelou o percentual de ações comprado pela modelo, e se limitou a afirmar que foram papéis de titularidade de seu acionista controlador e que o negócio não altera o controle da empresa.

Embaixadora da pauta 'ESG'

Bündchen também foi escolhida como embaixadora da marca Ambipar, com atuação na promoção da imagem institucional e de seus produtos e serviços, principalmente nas ações relacionadas a pauta ESG (Environmental, Social and Governance), já que fará parte do comitê de sustentabilidade da empresa, segundo comunicado.

A empresa disse que nomear a modelo como embaixadora da marca era uma medida que vinha considerando desde setembro do ano passado, dois meses após listar suas ações na bolsa de valores brasileira.

“A partir daquele momento, uma ideia mobilizou a empresa: convidar Gisele Bündchen para ser embaixadora da marca”, diz o comunicado. “Como modelo brasileira, ela é reconhecida por seu antigo ativismo ambiental, exatamente como a empresa”.

Bündchen, que foi uma crítica das políticas ambientais do presidente de direita Jair Bolsonaro, abraçou o mandato de Ambipar.

“Não conhecia a Ambipar e fiquei impressionada com a visão de Tércio Borlenghi Junior, fundador da empresa”, disse ela segundo o comunicado. “Há 25 anos [a Ambipar] reaproveita e valoriza resíduos que virariam lixo e iriam parar em aterros, rios e oceanos, dando-lhes um novo uso”, afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários